Itaú

Itaú: atenção às metas da Central de Atendimento

Em reunião, direção do banco afirmou que mudanças a partir de março trarão soluções para questões nas condições de trabalho do setor; Sindicato acompanhará de perto e bancários devem denunciar problemas

  • Publicado em 20/02/2017 17:07
Felipe Rousselet, Redação Spbancarios
20/2/2017


São Paulo – A partir de março passa a vigorar o novo contrato de metas dos funcionários das centrais de atendimento do Itaú. As novas regras foram tema de reunião entre o Sindicato, a relações sindicais do banco e a superintendente do setor na quinta-feira 16. Na ocasião, o banco afirmou que as mudanças contempladas no novo contrato trarão melhorias para o setor, solucionando diversos problemas – já apontados pelos dirigentes sindicais – que impactam nas condições de trabalho e qualidade de vida dos trabalhadores.

Entre as queixas dos bancários das centrais de atendimento estão: pausas que impactam de forma irregular na aderência; problemas sistêmicos; absenteísmo; falta de planejamento para que o bancário não tenha de almoçar antes ou após o expediente em caso de extrapolação da jornada. Os trabalhadores cobram, ainda, implantação de escala de plantões com trabalho fim de semana sim, fim de semana não, com máximo de seis dias consecutivos, como já acontece nas centrais 30h e Uniclass.

> Tolerância no ponto não pode prejudicar bancário

“Esses problemas já foram levados ao conhecimento do banco diversas vezes. São questões que tornam a rotina no setor extremamente desgastante, levando muitos funcionários ao adoecimento. Com esse novo contrato de metas, o banco afirmou que cada um desses pontos finalmente terá uma solução”, relata o dirigente sindical e funcionário do Itaú Sérgio Lopes, o Serginho.

“Não é a primeira vez que o banco se compromete com melhorias nas centrais de atendimento. Em outras ocasiões, o Itaú não honrou sua palavra e problemas ficaram pendentes. O Sindicato irá acompanhar de perto a implementação do novo contrato para verificar se de fato será benéfico aos bancários”, acrescenta o também dirigente sindical e funcionário do Itaú Rodrigo Pires.

> Bancários do Itaú protestam no CAT e ITM
> Sindicato quer solução para problemas no ITM e CAT

Transporte – Na reunião, também foram reivindicadas melhorias no transporte oferecido pelo banco aos funcionários das centrais, que se queixam de atrasos constantes e número insuficiente de veículos.

Denuncie – Segundo os dirigentes sindicais, a colaboração dos funcionários das centrais de atendimento é fundamental para mensurar a efetividade das mudanças contempladas pelo novo contrato. “Caso o bancário verifique que os problemas persistem, que não existiu melhoria na sua condição de trabalho, deve denunciar imediatamente ao Sindicato. O sigilo é garantido”, diz Serginho.

Para denunciar problemas nas condições de trabalho, ou prejuízos com o novo contrato de metas, o bancário deve entrar em contato com o Sindicato por meio dos dirigentes, pelo 3188-5200 ou então no Fale Conosco (escolha o setor “site”).


Voltar para o topo