Itaú

Não pode haver cortes na Compensação

Em reunião no dia 20 de fevereiro, representantes do banco e dirigentes do Sindicato trataram do fim do setor que funciona no Centro Tecnológico; bancários devem denunciar à entidade qualquer desrespeito

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 12/03/2018 16:45

Valeska: exigimos a realocação dos trabalhadores e que seja realmente cumprida a palavra do banco que tudo será debatido com o Sindicato

Foto: Mauricio Morais / Arquivo / Seeb-SP

São Paulo - Conforme o Sindicato já havia adiantado que aconteceria, foi concluído em fevereiro o sistema de retenção de cheques nas agências do Itaú e o volume de serviços diminuiu. Diante disso, no dia 20, representantes do Sindicato e a área de Relações Sindicais do banco estiveram reunidos para debater as mudanças no setor de Compensação, localizado no Centro Tecnológico.

Mais mudanças na Compensação do Itaú; Sindicato cobra negociação

“Cobramos uma resposta clara sobre como ficarão os bancários, se serão realocados ou se haverá desligamentos e o banco informou que não haverá nenhuma movimentação na área que está passando por uma reestruturação e troca de superintendente”, relata Valeska Pincovai, diretora do Sindicato. “Disseram ainda que, caso haja alguma mudança, o Sindicato será chamado para debater.”

Valeska ressalta que o Itaú é signatário da Convenção Coletiva de Trabalho que prevê centro de realocação e requalificação de bancários. “Diante do fim dos serviços, exigimos a realocação dos trabalhadores e que seja realmente cumprida a palavra do banco que tudo será debatido com o Sindicato”, reforça. “Deixamos claro que não iremos admitir cortes em hipótese alguma. O banco tem condições de procurar uma vaga em outro setor para esses funcionários.”

O Sindicato vai acompanhar todo esse processo de perto. Em caso de mudanças ou desrespeito aos direitos, os bancários devem acionar o Sindicato para que providências sejam tomadas. Pode ser pelo 3188-5200, pelo WhatsApp 97593-7749 ou pelo Assuma o Controle.



Voltar para o topo