Dia Internacional da Mulher

Sindicato faz atos por equidade de gênero, previdência pública, fim da violência e mais direitos

Neste 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, as dirigentes do Sindicato são protagonistas do diálogo com a categoria sobre as formas como o machismo se manifesta em diversos espaços da sociedade, incluindo o setor financeiro; Entidade também participou de Ato Unificado na Avenida Paulista

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 08/03/2019 13:32 / Atualizado em 11/03/2019 17:15

Foto: Seeb-SP

Neste 8 de Março, data que marca o Dia Internacional da Mulher - oficializado pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 1975, mas que remete ao início do século XX com a luta de operárias dos EUA e Europa por melhores condições de trabalho – o Sindicato de São Paulo, Osasco e Região realizou atos em concentrações e agências bancárias. A entidade também participou pela manhã, na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), da entrega do Prêmio Beth Lobo para ativistas dos direitos humanos das mulheres e, no final da tarde, da Marcha das Mulheres, em Ato Unificado na Avenida Paulista

Faça a sua sindicalização e fortaleça a luta em defesa dos direitos trabalhistas

Nos atos, as dirigentes do Sindicato foram as protagonistas do diálogo com as bancárias, e também bancários, debatendo as formas como o machismo se manifesta em diversos espaços da sociedade, incluindo o mercado de trabalho e o setor financeiro.

Para subsidiar esse debate, foi realizada a distribuição da Folha Bancária Especial do Mês da Mulher, que traz o calendário de mobilizações do mês, dados sobre o machismo nos bancos e da violência contra a mulher, além de alertar para o fato de que as mulheres serão as mais prejudicadas com a proposta de reforma da Previdência apresentada pelo governo Bolsonaro.

> Seminário discutirá Previdência e saúde da mulher
> Ivone Silva: 8 de Março de luta e resistência

“Hoje recebemos felicitações, parabéns, feliz dia das mulheres, mas é importante lembrar que não é um dia exatamente de felicitações. É um dia de luta, um dia que marca a luta das mulheres por emancipação, por mais direitos, menos violência, pelo direito de não ser julgada por seus costumes, roupas, postura”', diz a secretária-geral do Sindicato, Neiva Ribeiro.

“Hoje, estamos discutindo muito como não permitir que a reforma da Previdência, especialmente prejudicial para as mulheres, não seja aprovada no Congresso (...) Nós, mulheres, lutamos muito para poder estar no espaço público, trabalhar, ter independência. Temos muito o que conquistar. Vivemos uma época de retrocessos, questionamento de direitos, em que ideias muito antigas, medievais, estão voltando a tona. Não podemos permitir”, acrescenta a dirigente, conclamando ainda todos os trabalhadores, mulheres e homens, a comparecer na Marcha das Mulheres, com concentração às 16h no vão do Masp, na Avenida Paulista.

> 8 de Março: Luta por igualdade, direitos, Previdência pública e democracia
> 106 mil mulheres assassinadas em 33 anos
> Ivone Silva: 8 de Março de luta e resistência
> O machismo nos bancos

“Um bom dia de luta para todas as mulheres. Um bom dia de luta para todos os homens que apoiam, entendem a nossa causa e sabem que a igualdade entre homens e mulheres é boa para todo mundo, para toda a sociedade”, desejou a secretária-geral do Sindicato.

Alesp

Na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), a sexta-feira foi dia da entrega do Prêmio Beth Lobo para ativistas dos direitos humanos das mulheres. Estiveram presentes à sessão solene companheiras bancárias, cutistas, as deputadas estaduais Beth Sahão e Marcia Lia, a deputada federal Juliana Cardoso e a ex-ministra Eleonora Menicucci.

Ato Unificado

No final da tarde, dirigentes do Sindicato, junto com bancárias e bancários, se uniram à Marcha das Mulheres em Ato Unificado na Avenida Paulista. O tradicional protesto do Dia Internacional das Mulheres reivindicou equidade de genêro, fim dos feminicídios e marcou posição contrária à proposta de reforma da Previdência apresentada pelo governo Bolsonaro, que prejudica especialmente as mulheres.    

Acompanhe atualizações e todas sobre o Ato Unificado nas redes sociais do Sindicato: Facebook e Twitter.

 

Confira abaixo fotos e vídeos dos atos realizados pelo Sindicato em locais de trabalho, da solenidade na Alesp e também do Ato Unificado: 



Voltar para o topo