Bradesco

Mais protestos contra número insuficiente de bancários

Trabalhadores da zona sul relataram sobrecarga de trabalho e desvio de função para dar conta de atender às demandas dos clientes

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 24/04/2018 18:35 / Atualizado em 24/04/2018 19:06

As dirigentes sindicais Andréa Aniela e Fernanda Reis durante o protesto por melhores condições de trabalho na agência da Avenida Atlântica

Foto: Seeb-SP

A agência do Bradesco 2724-3 da Avenida Atlântica, na zona sul de São Paulo, foi alvo de protesto na terça 24. Os trabalhadores da unidade vivem uma rotina de sobrecarga e desvios de função devido à falta de funcionários para atender às demandas dos clientes da região do Largo do Socorro. 

> Bradesco acata reivindicação e bancários terão reforço em agência na zona leste
Assine o boletim eletrônico com notícias do seu banco
> Faça sua sindicalização e fortaleça a luta do Sindicato ao lado dos bancários  

Segundo a dirigente sindical Fernanda Reis, desde janeiro desse ano o Sindicato acompanha e tenta, junto ao banco, solucionar os problemas. As opções dadas pela instituição, no entanto, foram somente paliativas.  

“Na agência há bancários de férias, transferências, licenças saúde e maternidade que são plenamente devidas, porém não houve reposição dessas vagas. O que acaba sobrecarregando e deixando os bancários bem desmotivados”, afirma Fernanda Reis.

Ainda segundo a dirigente, muitos relataram que, além da desmotivação, sentem-se também desvalorizados já que a cobrança por metas não se enquadra na realidade e na capacidade de atendimento oferecido à população. 

“Há muitas reclamações de clientes e isso vai afetando a saúde psíquica e emocional desses bancários. É preciso que o Bradesco contrate mais trabalhadores e redimensione o quadro, não somente nessa agência, mas também em outras, já que o problema tem aparecido em diversos locais. Isso é fundamental que o ambiente fique saudável e ofereça boas condições de atendimento”, destaca a dirigente.

Qual o efeito do protesto

Segundo Reis, após ato dos trabalhadores que resultou no retardamento da abertura da agência, o banco entrou em contato e colocou à disposição mais dois trabalhadores para dar suporte à demanda dessa unidade. 

“O Bradesco garantiu que a permanência deles será definitiva. Continuaremos acompanhando a situação dessa agência e zelando pela saúde dos bancários. Reforço também a importância da participação dos bancários nas denúncias por intermédio do canal Assuma o Controle, para que o Sindicato possa atuar de maneira efetiva junto ao bancos”, finaliza.

Os bancários podem fazer denúncias pelo (11) 3188-5200 ou  WhatsApp (11) 97593-7749. O sigilo é garantido!



Voltar para o topo