Saúde

Sindicato faz atividade de prevenção ao assédio moral

Dirigentes dialogaram com bancários do Santander sobre formas de evitar – e denunciar – a prática

  • Danilo Motta, Redação Spbancarios
  • Publicado em 08/06/2018 17:34 / Atualizado em 08/06/2018 17:56

O dirigente André Camorozano dialoga com bancários do Santander

Foto: Seeb-SP

O Sindicato foi mais uma vez às ruas na luta contra o assédio moral. Nesta sexta-feira 8, a atividade ocorreu durante a reunião de gerentes do Santander com a Superintendência Regional SP Centro.

Dirigentes sindicais foram ao local dialogar com gestores e bancários sobre a prática nociva, de forma a evitar a ocorrência e esclarecer aos trabalhadores como denunciar irregularidades ao Sindicato. A reunião foi coordenada pela Gerência Regional de Pessoa Física da SP Centro.

> Leia o material que foi distribuído

“O Sindicato está em alerta, atento para as reuniões de cobranças que a SP Centro vem realizando nas agências. Esperamos que esta atividade de hoje tenha levado informações suficientes para que os gestores não adotem posturas que caracterizem assédio moral”, informou André Camorozano (foto), dirigente do Sindicato e bancário do Santander.

Camorozano ressalta que é de extrema importância os bancários informarem ao Sindicato eventuais irregularidades. O dirigente explica, por exemplo, que agências e superintendentes não podem usar o WhatsApp para realizar cobranças dos seus funcionários.

“Queremos que a SP Centro esteja atenta de modo a evitar condutas que caracterizem assédio moral”, completou.

Os bancários que quiserem realizar denúncias podem o fazer clicando aqui.



Voltar para o topo