Curso de formação no Coletivo de Luta pela Água

Formação de lideranças para o coletivo será dia 18, na sede da Federação Nacional dos Urbanitários

  • Publicado em 08/07/2015 13:32
São Paulo - O Coletivo de Luta pela Água realizará no sábado 18 um Curso de Formação de Lideranças voltado aos militantes das entidades que integram a iniciativa. Criado em janeiro de 2015, o coletivo tem como objetivo unificar ações e embates na trincheira da luta pela água.

A atividade será das 9h às 18h, na sede da Federação Nacional dos Urbanitários (FNU), à Rua Machado de Assis nº 150, ao lado do Metrô Ana Rosa. É necessário inscrição prévia no e-mail [email protected].

A cada dia se agrava a situação da crise da falta de água na Região Metropolitana de São Paulo. A previsão é de que os mananciais que abastecem a região não darão conta das necessidades da população. Ao mesmo tempo, aumentam as denúncias de má qualidade e falta do recurso nas regiões mais vulneráveis.

Além disso, o governo estadual paulista (PSDB) e a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) escondem da sociedade a gravidade dessa situação, impondo medidas repressoras e um racionamento seletivo que afeta, principalmente, a população mais carente.

Daí a importância da formação, promovendo uma ação coordenada entre informação, organização e medidas coletivas. Confira a programação e participe!
Programação

9h: Abertura

Módulo 1: O que está em jogo com a crise de abastecimento?

9h15: Debate: A política de água no Estado de São Paulo
Mesa 1 (20’) – Tema: Água e saneamento em números: dados, análises, perspectivas e alternativas ao modelo de gestão do Governo do Estado
Mesa 2 (20’) – Tema: A crise de abastecimento em São Paulo na mídia e na prática
Mesa 3 (30’) – Tema: Água, um direito humano: o histórico das lutas sociais por água e saneamento

10h30: Perguntas e debate com os participantes

12h: Considerações finais

12h45: Apresentação da metodologia dos GTs

13h: Encerramento Módulo 1

Módulo 2: O que fazer?

14h: Grupos de Trabalho (GT's) com moderador e relator escolhidos por cada grupo
GT Ação na mídia/redes sociais: Grupo de Trabalho voltado à reflexão e construção de propostas sobre as possibilidades de ação nos veículos alternativos de imprensa, redes sociais e outros meios de comunicação.
GT Ação direta: Grupo de trabalho voltado à reflexão sobre a construção de atividades de ação direta como marchas, atos públicos, aulas públicas, intervenções culturais, etc.
GT Ação popular/trabalho de base: Grupo de Trabalho voltado à reflexão e construção de alternativas para a mobilização da população – em especial a população da periferia e a classe trabalhadora – para a organização de coletivos locais e/ou outras modalidades de cursos de formação e articulação entre os movimentos populares.

Caso algum(a)(s) participante(s) do curso não se sintam contemplados pelos GTs propostos, fica aberta a possibilidade de serem criados outros de demais temas.

16h: Partilha das discussões tidas nos GTs (apresentação dos relatores)

17h: Encaminhamentos e próximos passos (relatório final)

18h: Encerramento


CUT São Paulo - 8/7/2015
Tags: 


Voltar para o topo