Bradesco

Bancário assediado? Agência fechada!

Sindicato paralisa atividades de unidade na zona sul com denúncias recorrentes de assédio moral contra trabalhadores

  • William De Lucca, Spbancarios
  • Publicado em 27/07/2017 18:01

Agência do Bradesco na Verbo Divino ficou fechada durante a manhã

Foto: Seeb/SP

São Paulo – Se tem assédio moral, não há condições de trabalho! Após denúncias sucessivas feitas por diversos trabalhadores da agência do Bradesco na Verbo Divino, região sul da cidade, o Sindicato interrompeu as atividades no local até as 12h da quinta-feira 27.

Os dirigentes sindicais passaram a manhã conversando com os bancários, que já haviam denunciado a situação por intermédio dos canais de denúncia oferecidos pela entidade. Eles relataram casos de agressão verbal, ofensas e outros tipos de constrangimento por parte das gestoras. Clientes também relataram que presenciaram comportamentos inadequados em relação ao tratamento dos funcionários.

“A paralisação é uma advertência ao Bradesco, que já estava ciente da situação por ser um caso recorrente. O banco, que diz ser um dos melhores lugares para se trabalhar, não pode permitir que seus funcionários passem por esse tipo de transtorno devido a posturas inadequadas de uma gerente”, explica a dirigente sindical e bancária do Bradesco, Fernanda Reis.

A situação é tão grave que ocasionou o afastamento de bancários por depressão e estresse.

Após a paralisação, o banco procurou o Sindicato e se mostrou disposto a agendar reunião nos próximos dias para resolver o problema.

Denuncie – Fernanda destaca que a denúncia dos bancários é essencial para que o Sindicato possa agir e interceder junto à empresa contra esse tipo de prática. Se você for vítima de uma situação semelhante, denuncie ao Sindicato, acessando o canal Assuma o Controle, pelo 11-3188-5200 ou enviando Whatsapp pelo 11-97593-7749. O sigilo do denunciante é absoluto.



Voltar para o topo