Banco Chinês

Bancários protestam contra reestruturação no CCB

China Construction Bank tem fechado postos de trabalho em agências de negócios e departamentos comerciais, promovendo dezenas de demissões

  • Contraf-CUT
  • Publicado em 19/07/2017 15:16

Em São Paulo, CCB tem agências na capital e em Alphaville

Foto: Geraldshields11 / Wikimedia

São Paulo - Os bancários brasileiros, por meio da Contraf-CUT, reivindica uma reunião urgente com o China Construction Bank (CCB) a fim de discutir a reestruturação implementada pelo banco sem negociação prévia com o movimento sindical.

Desde meados de julho, o CCB tem fechado postos de trabalho em todo o Brasil, como agências de negócios e departamentos comerciais, promovendo demissões de dezenas de trabalhadores, entre eles, dirigentes sindicais.

 “Eles não entraram em contato conosco para alertar nada. Por isso, estamos exigimos a abertura de negociações para evitar que mais trabalhadores sejam demitidos e reverter as demissões feitas até agora”, explicou Jair Alves, coordenador das negociações com o CCB.

Em São Paulo, Osasco e região, o China Construction Banco tem agências na capital e em Alphaville.

 

 



Voltar para o topo