webtv

Reforma trabalhista potencializa avanço do trabalho digital

  • Publicado em 15/07/2017 20:00 / Atualizado em 17/07/2017 13:32

São Paulo - A reforma trabalhista regulamentou processos do bancos digital, em relação a funções como o teletrabalho e home office, que criam situações favoráveis às empresas e que desprotegem o trabalhador. Nesse sentido, o economista do Dieese Gustavo Cavarzan destaca mudanças no controle de jornada de trabalho, o de risco de responsabilidade com a saúde e custos de infraestrutura recaírem sobre o próprio trabalhador.

Nesse contexto, o economista aponta a redução da jornada de trabalho sem redução de salários como uma reivindicação que ganha mais força dentro das lutas da categoria. Gustavo Cavarzan participou da 19ª Conferência Estadual dos Bancários, que realizada em São Paulo, neste sábado 15 de julho.



Voltar para o topo