Vida saudável

Espaço Cultural Lélia Abramo receberá feira de orgânicos

Além de ampla variedade de orgânicos e agroecológicos, no dia 12 de agosto o espaço instalado na Regional Paulista do Sindicato recebe também artesanatos da economia solidária, roda de viola caipira e muitas outras atrações. Evento é aberto ao público, mas sindicalizados têm descontos nos produtos

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 19/07/2018 17:54 / Atualizado em 23/07/2018 16:51

Foto: Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

Em tempos de luta contra o PL do Veneno, que facilita a liberação no Brasil de agrotóxicos proibidos em todo o mundo, o Sindicato traz para os bancários e população em geral uma alternativa para o consumo de comida sem veneno, de verdade, produzida com responsabilidade social e ambiental. Sindicalizados ainda têm descontos nos produtos. No dia 12 de agosto (domingo), das 9h às 17h, o Espaço Cultural Lélia Abramo, localizado na Regional Paulista do Sindicato (Rua Carlos Sampaio, 305, próximo ao metrô Brigadeiro), recebe uma feira de produtos orgânicos, agroecológicos e artesanatos da economia solidária.

Na data, o público também poderá relaxar ao som de uma roda de viola caipira, curtir uma apresentação do Grupo Arlequins e absorver novos conhecimentos com um debate sobre agroecologia e hortas urbanas.

> Conheça os deputados que votaram a favor do Pacote do Veneno
> Na pressão contra o Pacote do Veneno
> Faça a sua sindicalização e fortaleça a luta em defesa dos direitos dos bancários

“O Sindicato, além de lutar pelos direitos e por melhores condições de trabalho para os bancários, também tem como missão colaborar com a construção de uma sociedade mais justa, igualitária, com respeito ao meio ambiente e valorização do trabalho. Nesse contexto, nada mais coerente do que apoiar pequenos produtores rurais, que produzem comida de verdade, sem veneno”, afirma o secretário de Organização e Suporte Administrativo do Sindicato, Ernesto Izumi.

“Produtos orgânicos e agroecológicos são mais saúde no nosso prato e mais valorização para o trabalhador do campo. Incentivar e consumir alimentos produzidos com responsabilidade social e ambiental é também uma atitude de consciência política”, acrescenta o secretário de Cultura do Sindicato, Marcelo Gonçalves.

> Agrotóxico pode causar impotência e aborto
> Famosos se manifestam contra Pacote do Veneno



Voltar para o topo