Bradesco

Sindicato intervém em agência assaltada

Dirigentes paralisaram unidade do Bradesco, localizada no bairro da Liberdade, para cobrar a emissão de CAT e a dispensa dos funcionários que foram feitos reféns por criminosos

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 11/07/2018 14:17 / Atualizado em 11/07/2018 15:30

Foto: Seeb-SP

Por volta das 15h do dia 10 de julho, uma agência do Bradesco foi assaltada no bairro da Liberdade, região central de São Paulo. Prontamente, dirigentes do Sindicato, ao serem informados do ocorrido, mantiveram contato com o banco para cobrar a emissão de CAT (Comunicação de Acidente do Trabalho) para todos os funcionários, que foram feitos reféns na ação criminosa, e também a necessária assistência psicológica.

Faça sua sindicalização e fortaleça a luta do Sindicato ao lado dos bancários
Assine o boletim eletrônico com notícias específicas do Bradesco

No dia seguinte, o Sindicato reforçou a cobrança paralisando as atividades da agência até que o banco se comprometesse a substitur todos os funcionários vítimas do assalto no dia anterior, dispensando-os para que se recuperassem do trauma vivenciado. O que até o momento da publicação desta reportagem não ocorreu. 

Confira no vídeo abaixo o relato do diretor de Saúde e Condições de Trabalho do Sindicato, Carlos Damarindo, sobre a intervenção do Sindicato na agência assaltada.

CAT 

A Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) é um documento que serve para reconhecer um acidente de trabalho ou uma doença ocupacional, como é o caso de um trauma psicológico desenvolvido após o empregado passar por um assalto no local de trabalho.

É obrigação do empregador emitir o documento, imprescindível para dar entrada em pedidos de afastamento pelo INSS. Caso a empresa se negue, o trabalhador pode requisitá-lo nos centros de referência em saúde do trabalhador ou no Sindicato (3188-5200).

Itaú 

No mesmo dia do assalto na agência do Bradesco na Liberdade, uma unidade do Itaú localizada na zona lesta da capital paulista também foi alvo de criminosos. Representantes do Sindicato foram ao local para garantir a dispensa das bancárias – a unidade opera apenas com mulheres – e informar sobre a importância da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT). 

 



Voltar para o topo