Revolução 4.0

Direitos e redução de jornada contra exclusão tecnológica

Conheça propostas discutidas em fóruns internacionais para colocar a revolução tecnológica no caminho do desenvolvimento social e econômico

  • Publicado em 08/08/2017 16:00 / Atualizado em 08/08/2017 16:37

São Paulo - “Hoje está se discutindo (criação) um fundo mundial, onde as empresas colaboram para esse fundo mundial, voltado para formação, à capacitação desse trabalhador. Mas vai além, tem o contrato social e há também uma discussão de uma renda mínima global, porque como é que você insere o ser humano na sociedade se ele não tem emprego? Outra coisa que se discuti também é redução de jornada. Nós temos mais do que nunca discutir a redução de jornada, para que a gente consiga nas vagas que ainda temos, abarcar um número maior de pessoas, pra que a gente consiga discutir que haja uma redistribuição de renda maior, porque senão teremos a barbárie colocada”.

Rita Berlofa, Presidenta da Uni Finança Mundial, ao descrever o que vem sendo discutido em organismos internacionais, inclusive o sindical para garantir que o avanço tecnológico traga benefícios sociais e econômicos para todos e não continue no caminha contrário, de aumentar a desigualdade e a concentração de renda.

“Quem é que ganha com as inovações tecnológicas? Muito claro que quem ganha são as empresas. Há uma concentração de renda que se acirra, não só em nosso país mais em nível internacional. Porque você está sinalizando um pequeno grupo, uma elite cada vez mais reduzida de trabalhadores ou de quem detém o capital. São desafios que dialogam com o futuro de sociedade, o que a gente quer para o futuro também. A tecnologia nesse sentido tem de servir ao homem”. (Ana Tércia Sanches, professora e pesquisadora da Faculdade 28 de Agosto)

Assista aqui esta edição na íntegra.

MB com a Presidenta - Elas participaram do MB desta segunda 7 de agosto, para falar sobre as transformações tecnológicas na vida e no tranbalho. O programa de webtv do Sindicato vai ao ar todas as segundas-feiras, agora em novo horário, às 18h, com transmissão ao vivo pelo canal do YouTube, site e Facebook do do Sindicato. Esta edição foi excepcionalmente apresentada por Ernesto Izumi, Secretário de Organização e Suporte Administrativo do Sindicato. O MB com a Presidenta é um programa de entrevistas, que aborda assuntos de interesse dos bancários, dos direitos dos trabalhadores e de cidadania.



Voltar para o topo