Inaceitável

Caixa apresenta proposta sem PLR Social, ACT e Saúde Caixa

Dionísio Reis, da Comissão Executiva dos Empregados da Caixa, comenta a quinta negociação com a Caixa dentro da Campanha dos Bancários 2018

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 07/08/2018 19:20 / Atualizado em 07/08/2018 19:39

O dirigente Sindical e integrante da Comissão Executiva dos Empregados da Caixa, Dionísio Reis, comenta a quinta rodada de negociação com o banco federal sobre as reivindicações específicas, realizada nesta terça-feira, dia 7 de agosto, dentro da Campanha Nacional dos Bancários 2018. Dionísio destaca que a Caixa Econômica Federal apresentou proposta incompleta.

> Campanha 2018: Caixa apresenta proposta inaceitável

“Não trouxe nem a garantia do nosso atual Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), nem as questões do nosso acordo coletivo, não trouxe a PLR social e também não nos garantiu o Saúde Caixa. Apresentou pra gente uma assistência saúde modelo moldável, que a Caixa pode mudar a qualquer tempo, que vai respeitar a ANS e CGPAR 23. Isso não responde aos anseios dos empregados da Caixa. Estamos prontos para arrancar uma proposta melhor”, destacou Dionísio.

Uma nova rodada de negociação para tratar das reivindicações específicas dos empregados da Caixa, está marcada para o dia 17 de agosto.

Inscreva-se no canal do Sindicato, clique no sininho, e receba notificações quando um novo vídeo for publicado. 

Veja como foram as negociações anteriores com a Caixa:

> 1ª rodada: Empregados e Caixa definem calendário de negociação
> 2ª rodada: Direção da Caixa não garante direitos dos empregados
> 3ª rodada: Governo quer impor o fim do Saúde Caixa
> 4ª rodada: Caixa não avança nas negociações

Veja como foram as negociações anteriores com a Fenaban

> 1ª rodada: Bancos frustram na primeira rodada de negociação
> 2ª rodada: Calendário de negociações foi definido
> 3ª rodada: Categoria adoece, mas Fenaban não apresenta proposta 
> 4ª rodada: Em mesa de emprego, bancos não se comprometem contra contratações precárias
> 5ª rodada: Bancos não apresentam proposta
> 6ª rodada: Bancos lucram bilhões e não querem dar aumento real



Voltar para o topo