Filantropia

Ajude crianças e adolescentes em vulnerabilidade social

Projeto Travessia atua há 20 anos prestando auxílio a jovens, estendendo o atendimento a irmãos, pais e familiares

  • Redação Spbancários
  • Publicado em 11/09/2017 16:46 / Atualizado em 11/09/2017 17:15

Iniciativa já atendeu cerca de 13,7 mil pessoas em duas décadas

Foto: Divulgação

São Paulo – O Projeto Travessia, fundado em 1995 com ajuda do Sindicato, realiza ações pedagógicas com crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. E você pode fazer parte desta história! 

No site da ONG, é possível fazer doações para ajudar a manter a estrutura da entidade. Você pode doar qualquer valor utilizando os serviços PagSeguro ou PayPal. Quem preferir ainda pode contribuir fazendo transferência bancária para a conta da entidade no banco Bradesco ou para a Caixa Econômica Federal. 

“A gente tem uma estrutura que precisa de aporte para ser mantida”, explica Cleuza Rosa da Silva, coordenadora-geral do Projeto Travessia. “Nosso bem maior é o nosso pessoal, profissionais em sua maioria com nível superior que atua nos atendimentos”, conta. 

Ao longo dos seus 20 anos de existência, o Projeto Travessia já atendeu cerca de 13.700 pessoas direta ou indiretamente, levando cidadania a milhares de famílias. “Nosso trabalho não se restringe ao jovem atendido, mas também aos seus irmãos, pais e familiares”, detalha a coordenadora. Além disso, o ONG também organiza cursos voltados para assistentes sociais e demais pessoas que atuam com população em situação de risco.

“Nestes cursos, compartilhamos nosso acúmulo de conhecimento na área para outros grupos e ativistas que trabalham desenvolvem projetos neste sentido”, explica Ernesto Izumi, vice-presidente do Travessia e diretor executivo do Sindicato. 

Todo esse trabalho já rendeu reconhecimento ao projeto. No dia 7 de agosto, o Travessia recebeu menção honrosa da Câmara de Vereadores de São Paulo no Prêmio Betinho, que homenageia iniciativas que se dedicam à construção da cidadania na capital paulista. 



Voltar para o topo