Mobilização

Faria Lima recebe atividade da Campanha Nacional

Bancários e dirigentes do Sindicato caminharam pela avenida alertando sobre os direitos que estão ameaçados

  • Danilo Motta, Redação Spbancarios
  • Publicado em 01/09/2017 18:32 / Atualizado em 01/09/2017 19:01

Atividade percorreu agências da Av. Faria Lima

Foto: Seeb-SP

São Paulo – Na sexta-feira 1º foi a vez da Regional Oeste do Sindicato ir às ruas! Em mais um dia de atividades da Campanha Nacional em defesa dos empregos, bancos públicos e por nenhum direito a menos, bancários e dirigentes sindicais percorreram a Avenida Faria Lima dialogando com os trabalhadores sobre os riscos da política de desmontes que o governo Temer vem aplicando, principalmente com as reformas trabalhista e da Previdência.

“A nossa pauta também da sociedade, que é o combate às reformas trabalhista e da Previdência, que na verdade representam a destruição dos direitos dos trabalhadores, como o direito de se aposentar e o direito à saúde, garantidos pela Constituição”, defendeu o dirigente Paulo Rangel, coordenador da Regional Oeste do Sindicato.

O grupo aproveitou para ressaltar que apesar de o acordo da categoria já ter sido firmado durante a campanha anterior, a mobilização seguirá, reivindicando garantias para os bancários. Amauri Silva, dirigente do Sindicato e funcionário do Itaú, explica que o Sindicato não irá recuar frente aos ataques que a classe trabalhadora vem sofrendo.

“Estamos falando com a sociedade que o governo não está dando tréguas, arrancando direitos do trabalhador, e a nossa função é alertar que se a sociedade não se manifestar, vamos chegar a uma situação que insustentável para o trabalhador. O Sindicato vai continuar fazendo a luta para que consiga a garantia dos empregos, já que a maldita reforma trabalhista esta chegando aí”, ressaltou.

A atividade percorreu agências, conversando com bancários e transeuntes. Ao final da atividade, uma apresentação lúdica com atores fantasiados de idosos criticou a reforma da Previdência, que impedirá o trabalhador de se aposentar com dignidade.



Voltar para o topo