Emoção

Semana é de decisão na Taça Bancária de Futsal

Após dois meses e meio de muita competição, Los Bancários e Penha de França estão na disputa final e também da artilharia; DZL e Família jogam pelo terceiro lugar e a Luva de Ouro

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 11/09/2017 15:17 / Atualizado em 11/09/2017 17:25

Los Bancários (à esquerda) e Penha de França são os finalistas

Foto: Edson Piva

São Paulo - A semana é de decisão na 21ª edição da Taça Bancária de Futsal. No sábado 16, após dois meses e meio de grandes jogos, Los Bancários e Penha de França farão a grande final do campeonato a partir do meio-dia. Antes, às 11h, ocorre a decisão do terceiro lugar, entre DZL e Família.

Os jogos são realizados na Quadra dos Bancários, pertinho da Praça da Sé, e a entrada é solidária: um quilo de alimento não perecível, exceto sal ou açucar. Compareça e prestigie as equipes!

Para chegar à decisão, o Los Bancários precisou dos pênaltis para eliminar o DZL nas semifinais. Após empate por 2 a 2 no tempo normal, 4 a 2 nas penalidades. O Penha de França também fez uma semifinal bem difícil, contra o Família, vencendo por 6 a 4. Ambos chegam invictos à final.

Equilíbrio - Os dois finalistas já se enfrentaram no campeonato, logo na estréia, e o placar foi 6 a 6 em um jogão válido pela fase de classificação. Os dois integraram o Grupo D e venceram seus dois compromissos seguintes no grupo, acabando com os mesmos sete pontos. O Penha de França levou a melhor no saldo de gols e foi o campeão da chave, avançando direto para as quartas-de-final. Segundo do grupo, o Los Bancários teve de jogar a segunda fase antes de ficar entre os oito melhores.

Nessa segunda fase, enquanto o Penha de França assistia de camarote, o Los Bancários venceu o Deu Kâimbra por 6 a 5 e se classificou para as quartas-de-final, quando passou pelo Caidera por 5 a 3, avançando para as semis. O Penha de França voltou a jogar nas quartas, onde também fez 5 a 3, mas no Bancoiote, para alcançar a semifinal.

Artilharia e Luva de Ouro - Além do título, outras disputas prometem enquentar ainda mais o sábado de decisões. Bruno, do Penha de França, e Elói, do Los Bancários, estão firmes na briga pela artilharia. A peleja é liderada por Douglas, do já eliminado Cruzeiro do Ipiranga, com 14 tentos. Bruno e Elói têm 13 cada. Didi, do Família, tem 10 e como joga a disputa pelo terceiro lugar ainda tem alguma chance de se consagrar.

Se a final tem briga direta pela artilharia, a decisão do terceiro lugar tem disputa aberta pela Luva de Ouro. Rodrigo, o goleiro do Família, está liderando a competição com média 2,6 (13 gols em 5 jogos) e, logo atrás, vem Amin, do DZL, que tem média 3,0 (9 gols em três jogos). Marcelo, no Penha de França, está com média 3,8 (19 gols em 5 jogos).



Voltar para o topo