Banco do Brasil

Filme mostra os males da privatização

Documentário de Silvio Tendler, Privatizações: a Distopia do Capital, aborda perigos do desmonte do Estado

  • Publicado em 14/10/2014 10:13
São Paulo – Intelectuais, políticos e educadores falam sobre impactos da venda do patrimônio estatal no novo filme do cineasta Silvio Tendler: Privatizações: a Distopia do Capital. O documentário de 56 minutos aborda os riscos que a instalação de um Estado mínimo trazem para o país, ao esclarecer a lógica das políticas de desestatização em voga principalmente nos neoliberais anos 1990.

A produção vai ser exibida nesta terça 14, às 19h30, na TVT. Na região do ABC, a emissora transmite pelo canal 13 da NET. Em São Paulo e no restante do Brasil, a programação passa no canal 2 da NET. Também é possível assistir no YouTube (clique aqui).

> Confira a página do filme no Facebook

Realização do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio de Janeiro (Senge-RJ) e da Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge), com o apoio da CUT Nacional, o documentário é uma aula, desde a era Vargas.

De acordo com o diretor, um dos mais respeitados do cinema brasileiro, o filme busca contribuir na “construção da consciência política e denunciar as verdades que se escondem por trás dos discursos hegemônicos”.

Com apoio do movimento sindical, a produção denuncia o processo de privatizações da década de 1990, já que as políticas do período representaram a negação das premissas do projeto de desenvolvimento defendidas pelos trabalhadores.

 
Redação – 13/10/2014
 
Tags: 


Voltar para o topo