Zona leste

Sindicato e população resistem a fechamento de agência da Caixa

Banco anunciou fim das atividades de unidade no Jardim Camargo Novo, zona leste de São Paulo, para 13 de novembro; Sindicato protestou e em poucas horas mais de 500 pessoas aderiram a abaixo-assinado contra encerramento do serviço

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 06/10/2017 16:03 / Atualizado em 06/10/2017 17:00

Dionísio Reis conversa com bancários da agência Jardim Camargo Novo

Foto: Seeb-SP

São Paulo – A Caixa anunciou aos funcionários o fechamento da agência do Jardim Camargo Novo. Segundo a direção do banco, a única unidade do bairro na região da zona leste terá suas atividades encerradas em 13 de novembro.

O Sindicato foi ao local e conversou com bancários e com a população sobre as preocupações em decorrência do fechamento. Também foi realizado um abaixo-assinado com moradores do local contra o encerramento da unidade e em poucas horas mais de 500 pessoas aderiram.

“Fizemos uma atividade contra o fechamento junto com a população da localidade. Já estamos envolvendo também associações do bairro, moradores e comerciantes. A população não quer o fechamento da agência, pois precisa muito dela. Nosso abaixo-assinado cobra, além do não fechamento da unidade, mais empregados para atender melhor à população”, explicou o diretor do Sindicato Dionísio Reis, que também é bancário da Caixa.

Dionísio lembra que o banco público é fundamental para os bairros, uma vez que é o responsável pelo pagamento de benefícios sociais, aposentadorias e pensões. Além disso, é o principal financiador de programas de habitação, como o Minha Casa Minha Vida.

“Através da capilaridade da Caixa nas localidades mais distantes é possível o desenvolvimento local. Se forem fechadas agências na periferia, vai se empobrecer mais essas regiões. É uma reivindicação forte que estamos colocando aqui no Jardim Camargo Novo”, completa o dirigente.



Voltar para o topo