Boa notícia

Terceirizados da Contax são incorporados pelo Santander

Cerca de 70 trabalhadores que prestavam serviços para a instituição espanhola foram reconhecidos como bancários; Sindicato luta contra terceirização e defende que quem trabalha em banco, bancário é

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 09/10/2017 15:26 / Atualizado em 16/10/2017 14:07

Charge: Marcio Baraldi

São Paulo – Cerca de 70 trabalhadores da Contax Setor Alegria – unidade da empresa na Rua Alegria, no Brás –, que atendiam clientes PJ do Santander, foram reconhecidos como bancários e incorporados ao quadro de funcionários do banco espanhol. Dessa forma, poderão usufruir de todos os direitos previstos na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) dos bancários, que são resultado de décadas de luta da categoria.

“É uma vitória não só para esses 70 trabalhadores, mas para todos os bancários. Agora, eles fazem parte de uma categoria organizada e vão desfrutar de um acordo coletivo nacional, com garantia de aumento real, VA, VR, 13ª cesta, licenças maternidade e paternidade ampliadas, entre outras tantas conquistas. Já receberam a primeira parcela da PLR inclusive”, comemora a diretora do Sindicato e funcionária do Santander Lucimara Malaquias.

> Assine o boletim eletrônico com notícias específicas do Santander

A dirigente destaca a necessidade de esses trabalhadores se unirem ao Sindicato nessa luta. “Os direitos previstos na CCT não são resultado da ‘bondade’ dos donos dos bancos. Pelo contrário, só estão na CCT porque os trabalhadores se organizaram para enfrentar a resistência e ganância dos banqueiros e arrancaram cada cláusula com habilidade nas mesas de negociação e com greves fortes. Portanto, é importante que esses novos bancários ajudem a fortalecer ainda mais essa mobilização e se sindicalizem. Até para que outros terceirizados sejam reconhecidos como bancários.”

Serviços de má qualidade – Lucimara informa que o Santander resolveu incorporar o setor porque o serviço da terceirizada não estava sendo executado com qualidade. “Esse é um dos problemas da terceirização: o serviço prestado aos consumidores é, na grande maioria das vezes, muito ruim. E isso não é um problema dos trabalhadores, tanto que eles estão sendo incorporados pelo banco, mas da empresa mesmo”, avalia.

Procure o Sindicato – A dirigente ressalta ainda que o Sindicato está à disposição dos novos bancários para esclarecimentos e para atendê-los. “Estamos aqui para ouvi-los e, juntos, construirmos nossa organização e nossa luta por mais respeito e mais direitos. Por reconhecimento do trabalho bancário.” 

O Sindicato fica na Rua São Bento, 413, Centro, próximo à estação São Bento do Metrô. Os trabalhadores também podem contatar a entidade pela Central de Atendimento (3188-5200) e WhatsApp (11 975937749).

Luta contra a terceirização – A dirigente lembra que o combate à terceirização é uma bandeira antiga e permanente no Sindicato. “Para nós, quem trabalha em banco ou para banco, bancário é.” E reforça que a conquista dos ex-terceirizados da Contax assume uma importância ainda maior diante da reforma trabalhista aprovada pelo Congresso Nacional, que permite a terceirização até nas atividades fim das empresas. “Eles legalizaram a fraude, mas vamos continuar combatendo a terceirização irrestrita e atuando junto a outros trabalhadores terceirizados do setor financeiro, como sempre fizemos.”



Voltar para o topo