Bradesco

Após pressão, banco transfere trabalhador para agência com falta de pessoal

Sindicato paralisou unidade Filhos da Terra na Avenida Antonelo de Messina por falta de pessoal. Após o ato, banco enviou trabalhador para atuar como caixa. Ainda assim, mobilização continua até problema ser resolvido de fato

  • Danilo Motta, Redação Spbancarios
  • Publicado em 27/11/2018 15:13 / Atualizado em 04/12/2018 11:21

Foto: Seeb-SP

O Bradesco realocou um bancário de outra agência para a unidade Filhos da Terra na Avenida Antonelo de Messina, zona norte de São Paulo, para amenizar o problema da falta de funcionários na localidade. A atuação do Sindicato dos Bancários de São Paulo foi determinante para essa medida: na segunda-feira 26, dirigentes sindicais paralisaram a agência para protestar contra a falta de pessoal.

> Contribua com a luta da categoria, faça já sua sindicalização!

Ainda assim, a medida resolve apenas parcialmente a situação, como destaca o dirigente Marcos Amaral (Marquinhos). Isso porque, mesmo com um funcionário a mais, ainda há carência de trabalhadores para atender a demanda da unidade.

> Sindicato cobrará do Bradesco garantia de empregos

“Essa realocação vai pelo menos desafogar o atendimento do caixa em um primeiro momento, mas o ideal seria completar o quadro de funcionários de acordo com as necessidades da agência. Vamos continuar cobrando mais pessoal para completar este número. Só assim vamos conter a sobrecarga de trabalho, reduzindo estresse e adoecimento dos funcionários e melhorando o atendimento aos clientes”, frisou Marquinhos.

O dirigente ressalta que problemas como este devem ser prontamente denunciados ao Sindicato, pela Central de Atendimento, no número (11) 3188-5200, ou via WhatsApp pelo (11) 97593-7749. Também é possível entrar em contato com as Regionais do Sindicato, ou enviar sua denúncia pelo Twitter ou Facebook.

“É muito importante que o Sindicato e os bancários atuem em conjunto para cobrar melhores condições de trabalho. A unidade da categoria é fundamental neste contexto. Caso sua agência esteja passando por problemas similares, entre em contato conosco”, reforça o dirigente.



Voltar para o topo