Bradesco

Vitória! Cidade de Deus agora conta com ambulância e ambulatório!

Após anos de luta, uma das mais antigas reivindicações do Sindicato junto ao Bradesco finalmente foi atendida

  • Felipe Rousselet, Spbancarios
  • Publicado em 20/12/2017 08:33 / Atualizado em 20/12/2017 13:39

São Paulo – Cerca de 45 minutos para socorrer um bancário vítima de um AVCtrabalhadores que passam mal levados ao hospital em carros particulares; funcionário com mal súbito aguardando 40 minutos pelo socorroacidente de trânsito com demora de 20 minutos para início do atendimento médicobancária atropelada aguardando 1 hora e 40 minutos pelo resgate; e até mesmo um trabalhador que faleceu em decorrência de um ataque cardíaco na quadra de esportes, sendo que o socorro demorou 30 minutos de acordo com testemunhas.  

Todos esses casos são exemplos da falta que faz uma ambulância e um ambulatório na Cidade de Deus, concentração do Bradesco em Osasco com mais de 10 mil funcionários. Situação que, após anos de luta do Sindicato, finalmente foi solucionada pelo banco. A Cidade de Deus agora conta com ambulância própria e ambulatório, que passa a funcionar das 7h às 23h no prédio Rubi, em frente à praça de esportes, com preparação para pronto atendimento clínico, atendendo não só os funcionários da concentração, mas também qualquer bancário que por ventura esteja no local prestando um serviço. 

> Assine o boletim eletrônico com notícias específicas do Bradesco 

> Sindicalize-se e fortaleça a luta em defesa dos direitos dos bancários

“Essa é uma grande vitória para o Sindicato e os bancários do Bradesco. Lutamos muito para que os mais de 10 mil trabalhadores da Cidade de Deus não mais estivessem sujeitos a situações absurdas, que colocavam em risco a sua saúde. Durante as Olímpiadas, na passagem da tocha pela Cidade de Deus, o Bradesco disponibilizou três ambulâncias. Para os trabalhadores, que nos procuraram indignados, isso foi uma afronta. Um desrespeito, já que não contavam com essa estrutura no seu dia a dia”, destaca a diretora do Sindicato e bancária do Bradesco Érica de Oliveira.

> Ambulância na Cidade de Deus! Mas só pela tocha

O também dirigente do Sindicato e bancário do Bradesco Marcelo Peixoto lembra que quando um trabalhador da Cidade de Deus precisava de atendimento médico com urgência era necessário “respeitar” o procedimento burocrático do banco. “Uma situação surreal. Não podíamos acionar o socorro nós mesmos em uma situação em que cada minuto pode significar a diferença entre a vida e a morte. Precisávamos acionar o departamento competente, que por sua vez solicitava a ambulância ao Hospital Sino Brasileiro, localizado a quase três quilômetros da Cidade de Deus, com o qual o Bradesco possui convênio.”

De acordo com Marcelo, além da luta do Sindicato ao lado dos bancários, outro fator determinante para a conquista foi a atuação dos cipeiros eleitos com o apoio da entidade. "Todos os cipeiros que nós apoiamos sempre pressionaram o banco pelo o ambulatório e a ambulância. A conquista de hoje foi também construída através da atuação desses bancários ao longo dos anos. É uma vitória deles também".    

Para Érica, a conquista da ambulância e do ambulatório na Cidade de Deus prova que a luta dos bancários, ao lado do Sindicato, mesmo que árdua e longa, sempre vale a pena.

“Nossa maior missão, como Sindicato, é defender os direitos e lutar por novas conquistas para a categoria. E nada mais justo do que lutar pela proteção da saúde de mais de 10 mil trabalhadores. Foram anos de protestos, negociações, matérias de denúncia nos nossos canais de comunicação e, agora, finalmente o banco atendeu nossas reivindicações. Isso só foi possível com a união entre bancários e Sindicato. Só a luta te garante”, conclui a diretora do Sindicato.

 

 



Voltar para o topo