Fique atento

Bancos estão demitindo na estabilidade pré-aposentadoria

Sindicato tomou conhecimento de ao menos seis casos de funcionários dispensados próximos de se aposentar; saiba o que fazer para garantir seus direitos

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 20/12/2018 11:55 / Atualizado em 27/12/2018 15:48

Arte: Freepik

A Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria assegura aos funcionários que trabalharam 28 anos e funcionárias que trabalharam 23 anos no mesmo banco estabilidade profissional nos dois anos imediatamente anteriores à aposentadoria. É a chamada estabilidade pré-aposentadoria garantida pela cláusula 27 da CCT.

Mas mesmo assim, os bancos estão demitindo empregados que se enquadram nessas condições. O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região tomou conhecimento de ao menos seis casos nos últimos dias.

> Santander demite bancário que deu a vida toda pelo banco

A entidade orienta os funcionários próximos de atingir ou que já se enquadram nessa condição que enviem um comunicado ao RH do banco avisando que estão no período de estabilidade pré-aposentadoria. 

“A comunicação formal ao RH é importante para resguardar os direitos desses trabalhadores”, alerta Carlos Damarindo, o Carlão, secretário de Saúde do Sindicato.

O dirigente também orienta os bancários demitidos que não deixem de procurar o Sindicato. Um dos inúmeros prejuízos da nova lei trabalhista que entrou em vigor há pouco mais de um ano foi o fim da participação dos sindicatos nos processo de homologações das demissões. 

Cartilha explica riscos diante da nova lei trabalhista
> Fique atento: homologação fora do Sindicato é roubada
> Como a homologação feita no Sindicato pode ajudar você?

“Com isso, as entidades que têm a missão de defender os trabalhadores não podem mais fiscalizar se as empresas irão pagar corretamente tudo aquilo que devem ao empregado dispensado. Mas o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região continua mantendo esse serviço”, ressalta Carlão.



Voltar para o topo