Notícias

 

Reunião discute transferência do Droc para o Casp

Bancários do Bradesco terão vans saindo da Cidade de Deus, em Osasco, e das estações Vila Madalena e Vila Leopoldina do metrô

Danilo Motta, Spbancarios
21/11/2016


São Paulo – Após pedidos dos bancários e pressão do Sindicato, o Bradesco informou que os funcionários transferidos do Droc, na Cidade de Deus, para o Casp Vila Leopoldina terão vans saindo de três pontos, sendo um deles o prédio da Cidade de Deus. O comunicado foi feito em reunião realizada na segunda-feira 14 que tratou de outras reivindicações importantes para esses bancários como a reforma do restaurante no Casp e estacionamento para quem vai de carro.

“A liberação das vans é uma conquista fundamental para eles. Alguns, por exemplo, que têm filhos estudando na Fundação Bradesco, na Cidade de Deus, vão poder levar os filhos à escola e, de lá, a van para o novo local de trabalho”, explica Sandra Regina, dirigente do Sindicato.

Os demais pontos de saída das vans serão o metrô Vila Madalena e a Estação Leopoldina (confira ao lado os horários).

Os dirigentes do Sindicato também ressaltaram, durante a reunião, que alguns funcionários vão trabalhar de carro e que seria perigoso estacionar nas ruas. Entretanto, o banco informou que não haverá reforço na segurança ao redor do Casp, já que as vans farão o traslado até as estações e o estacionamento. O banco também informou que o restaurante do Casp já foi reformado para receber o maior número de trabalhadores. Esse era outro pedido importante dos bancários que serão transferidos.

O Sindicato questionou os representantes do Bradesco sobre a possibilidade de os bancários permanecerem na Cidade de Deus, indo para outro departamento. Como resposta, o RH da empresa disse que não há essa possibilidade, uma vez que são 670 pessoas e não há vagas suficientes em todos nos departamentos.

O Sindicato alertou, também, que alguns bancários fazem fisioterapia em Osasco, e esta mudança iria prejudicar o tratamento deles. “Eles disseram que os que se encontram nessa situação devem procurar o RH do banco, que eles procurarão uma clínica especializada perto do Casp”, informa João Paulo da Silva, dirigente do Sindicato.
 
 
Copyright © 2011 - Sindicato dos Bancários. Todos os direitos reservados.