Notícias

 

Ex-HSBC sofrem perseguição no Bradesco

Bancários que tinham vínculo anterior com o banco, e que voltaram após a fusão, reclamam de demissões injustificadas

William De Lucca, Spbancarios
14/12/2016


São Paulo – Bancários do Bradesco, oriundos da fusão com o HSBC, mas que já tinham passagem prévia pela instituição brasileira estão sendo perseguidos pela direção da empresa. Ao contrário do que havia prometido, o Bradesco está demitindo trabalhadores, sem justificativa, apenas por seu vínculo anterior com o banco.

Desde as primeiras homologações que o Sindicato realizou neste mês, notou-se que muitos eram oriundos do HSBC e que tinham registro anterior com o Bradesco. As demissões contrariam um compromisso assumido pela empresa de não discriminar ou perseguir os funcionários, e que as oportunidades seriam iguais para todos.

“O clima está ruim, os trabalhadores estão bastante apreensivos com as demissões recentes e estamos cobrando uma posição acerca do tema”, revelou o funcionário do Bradesco e dirigente sindical Luciano Ramos.

Até o fechamento o meio da tarde de quarta 14, entretanto, a direção do banco não havia se posicionado.

“O Sindicato está atento a cada demissão que ocorre e quando qualquer coisa considerada anormal for detectada, vamos tomar providências mais enérgicas, como sempre fizemos”, finalizou Ramos.

Saiba mais
> Vídeo: fusão HSBC e Bradesco precisa ser boa aos bancários
> HSBC e Bradesco afirmam: sem demissão em massa   
 
 
Copyright © 2011 - Sindicato dos Bancários. Todos os direitos reservados.