Central de Atendimento

ou whatsapp (11) 97593-7749
Mobilização

Bancários do centro protestam contra demissões no Bradesco

Duas agências foram palco de manifestações na manhã desta quarta-feira 14, contra a atitude do banco em meio a pandemia

  • Elenice Santos, Redação Spbancarios
  • Publicado em 14/10/2020 16:26 / Atualizado em 14/10/2020 18:35

Bancários protestam na frente da agência localizada na Rua São Bento contra demissões promovidas pelo Bradesco em plena pandemia do coronavírus

Foto: Seeb-sp

Pelo sétimo dia, os bancários protestaram contra as demissões que estão sendo realizadas pelo Bradesco. O ato desta quarta-feira 14 ocorreu no centro de São Paulo; duas agências foram alvo dessa manifestação (Rua 24 de Maio e Largo São Bento), locais estratégicos para o banco, pelo grande número de clientes atendidos na região.

Com faixas e carta aberta à população, os bancários denunciaram as demissões que vem ocorrendo na instituição financeira. O dirigente sindical Thiago Lopes comenta que é importante este tipo de protesto para dialogar com os bancários, clientes e comércio local.

"O ato com personagens acaba chamando a atenção para um assunto sério e para as pessoas assistirem. Ali aproveitamos para denunciar as dispensas ocorridas e que ainda poderão ocorrer no Bradesco, e ao mesmo tempo explicar para o cliente do banco que ele está enfrentando filas extensas por conta da falta de funcionários para os atendimentos. E a população entende e apoia a nossa causa", diz Lopes.

Ele ainda destaca que essa série de protestos atingiu várias regiões de São Paulo, e que a luta continua ainda mais forte, após o banco anunciar que continuará com as demissões em plena pandemia de coronavírus.

Bancários protestam contra demissões na zona sul de São Paulo
Bancários iniciam protestos contra demissões no Bradesco
Contra as demissões, bancários protestam na zona norte de São Paulo
Contra demissão, bancários reagem na região Paulista
Sindicato volta a denunciar demissões no Bradesco
Protesto contra demissões chega em Alphaville

"O banco assumiu um compromisso de que não haveria demissões, mas voltou atrás. E além disso, ainda anunciou o fechamento de 500 agências. Estamos protestando contra essa atitude, pois não há motivo para tal. O banco lucrou $7,6 bilhões no primeiro semestre de 2020. Não vamos nos calar e vamos continuar nas ruas e nas redes protestando e dizendo para o banco: não às demissões!!!", finaliza.

Veja protesto!

 

 



Voltar para o topo