Mobilização

34º Conecef debaterá pauta específica

As mesas, nas quinta e sexta, terão como eixos Nenhum Direito à Menos, Caixa 100% Pública, Saúde Caixa e Funcef, Saúde e Condições de Trabalho

  • Contraf-CUT, com edição de Spbancarios
  • Publicado em 06/06/2018 15:17 / Atualizado em 07/06/2018 12:11

Divulgação

O 34º Conecef (Congresso Nacional dos Empregados da Caixa Econômica Federal), começa nesta quinta-feira 7, em São Paulo.

Os trabalhadores dos outros quatro maiores bancos (Caixa, Itaú, Bradesco e Santander) também se reúnem nesta quinta 7 e sexta 8 para discutir suas reivindicações específicas. As pautas gerais da categoria serão definidas na 20ª Conferência Nacional dos Bancários, que inicia na noite de sexta-feira 8 e continua no sábado 9 e domingo 10.

Faça a sua sindicalização e fortaleça a luta em defesa dos direitos dos bancários
> Assine o boletim eletrônico com notícias específicas da Caixa

Os debates terão como eixos:

Nenhum Direito à Menos: manutenção do acordo específico da Caixa; manutenção da Convenção Coletiva de Trabalho assinada por todos os bancos, públicos e privados, e que vale em todo país; manutenção da mesa única, estratégia historicamente vitoriosa, na qual a união faz a força e arranca conquistas para todos.

Caixa 100% Pública: envolvimento da sociedade nessa luta; atos contra o leilão da Lotex; atividades contra o fechamento de agências na periferia das metrópoles e em cidades pequenas; defesa contra a influência política do sistema financeiro, que adentra ao banco via CA.

Saúde Caixa: manutenção do direito consignado em acordo coletivo; manutenção e fortalecimento da qualidade do plano; transparência sobre as informações do plano.

Funcef: solução para o contencioso; GT com a participação dos trabalhadores para buscar solução ao contencioso judicial; alterações estatutariais na fundação devem ser debatidas com os trabalhadores em mesa de negociação; defesa da paridade e dos direitos dos participantes como FAB e FRB.

Saúde e Condições de Trabalho: Fórum Nacional de Condições de Trabalho, que irá fortalecer e implementar os fóruns regionais por base de Repes e Gipes, além de instaurar oficina sobre a saúde mental e desenvolvimento de programas de combate ao adoecimento; Fortalecimento da estratégia de utilização dos Cerests na defesa da saúde dos trabalhadores.

“A conjuntura é de resistência e a nossa luta deve estar focada tanto na defesa da Caixa quanto nos direitos dos empregados”, avalia Dionísio Reis, diretor do Sindicato e coordenador da CEE/Caixa (Comissão Executiva dos Empregados da Caixa). 

Para  Fabiana Uehara Proscholdt, secretária de Cultura da Contraf-CUT, “o Conecef é um momento importante da organização dos trabalhadores do banco, uma vez que discute as questões específicas do dia a dia dos empregados, construindo a partir daí a pauta de reivindicações da mesa permanente com a empresa.”

Confira a programação:

Dia 7 de junho:

8h às 19h - Credenciamento
9h - Regimento e Apresentação das Teses

10h40 - Nenhum Direito a Menos
Carlos Gabas, ex-ministro da previdência, abordará ataques à Previdência Pública e a Seguridade Social
José Eymard Loguércio, advogado da CUT, que irá falar sobre a nova lei trabalhista e o Acordo Coletivo da Caixa

11h20 - Saúde Caixa
Albucacis de Castro, médico e especialista em planos de saúde, assessor do GT Saúde Caixa

11h50 - Saúde e condições de trabalho
Maria Maeno, médica do trabalho

12h10 - Funcef
Marcel Barros, Diretor da Previ
A Contraf-CUT convidou um representante eleito para a direção da Funcef

13h - Almoço

15h - Caixa 100% pública
Deputada federal Erika Kokay
Maria Rita Serrano é a coordenadora do Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas
Felipe Freire de Miranda

16h10 - Plenária geral

19h - Encerramento do credenciamento

*Neste dia será lançado o livro Caixa, banco dos brasileiros, da coleção Fenae.

Dia 8 de junho:

9h - Plenária Geral
12h - Aprovação da Minuta dos empregados
13h - Almoço



Voltar para o topo