Denúncia

SantaderPrevi: banco veta campanha da eleição na Torre

Sindicato apoia Patrícia Bassanin Delgado para o conselho Fiscal e Orlando Puccetti Junior para o conselho Deliberativo em eleição histórica que vai de 28 de julho e 3 de agosto

  • Afubesp
  • Publicado em 26/07/2017 13:41 / Atualizado em 26/07/2017 18:02

Foto: Divulgação

São Paulo - O Santander, mais uma vez, mostra seu lado antidemocrático quanto à representação de seus funcionários. Na manhã da terça-feira 25, o candidato apoiado pelos sindicatos ao Conselho Deliberativo do SantanderPrevi Orlando Puccetti Junior foi impedido de conversar com os trabalhadores da Torre JK, sede administrativa do banco em São Paulo.

Barrado pela diretoria do banco que ajudou a construir, Orlando - hoje aposentado - tem 46 anos de experiência como bancário e dedica sua vida ao sindicalismo e à defesa dos direitos dos bancários.

A atitude da diretoria do Santander indignou os trabalhadores, que denunciaram a situação. "É um absurdo que os trabalhadores não possam ter contato com o candidato, principalmente em um contexto de esclarecimento de ideias e propostas para algo importante como o fundo de pensão", critica o presidente da Afubesp, Camilo Fernandes.

Outro lado - Já os candidatos da chapa indicada pelo banco desfrutam de acesso irrestrito aos meios de comunicação para abordar seus funcionários, como sistema intranet e reuniões. "É preciso assegurar que exista igualdade na divulgação da campanha, sem favorecimentos", ressalta Camilo.

É importante destacar que foram oito anos de luta dos sindicatos para que o Santander iniciasse o processo eleitoral no SantanderPrevi, graças a uma decisão judicial definitiva. Com a eleição, os participantes do fundo (antigo HolandaPrevi) poderão ter representantes eleitos pela primeira vez.

Fique atento, participante! -  O processo eleitoral será realizado de 28 de julho a 3 de agosto, diretamente no www.santanderprevi.com.br ou diretamente na área restrita do site via Link disponível no Portal RH do empregador. 

A Afubesp, junto com os sindicatos de bancários, federações e a Contraf-CUT, indica votar em Orlando Puccetti Junior (Conselho Deliberativo) e Patrícia Bassanin Delgado (Conselho Fiscal), nomes que já lutam pelos direitos dos participantes há anos. Ambos foram, inclusive, integrantes do Grupo de Trabalho para debater as questões do SantanderPrevi com o banco. 

 



Voltar para o topo