Metrô

Petição colhe assinaturas contra privatizações de Alckmin

O projeto é entregar as linhas 5-Lilás (Adolfo Pinheiro - Capão Redondo) e 17-Ouro (Morumbi - Congonhas), na zona sul de São Paulo. Para metroviários, terceirizados vão reduzir salários e benefícios

  • Rede Brasil Atual
  • Publicado em 30/08/2017 15:21 / Atualizado em 30/08/2017 18:31

Linha 5-Lilás: categoria luta para impedir o desmonte do transporte público em São Paulo

Foto: Divulgação

São Paulo – O Sindicato dos Metroviários de São Paulo criou uma petição pública para barrar a entrega do Metrô à iniciativa privada, como pretende o governador Geraldo Alckmin (clique aqui para assinar).

O projeto do governo estadual é privatizar as linhas 5-Lilás (Adolfo Pinheiro - Capão Redondo) e 17-Ouro – esta atualmente em construção (paralisada). Essa nova linha adotará tecnologia de monotrilho, mais leve em relação às linhas convencionais, para ligar a estação Morumbi, da linha Esmeralda da CPTM, à estação no aeroporto de Congonhas.

“A categoria metroviária já demonstrou sua insatisfação e tem lutado para impedir o desmonte do transporte público”, afirma o sindicato em sua página na internet, segundo nota da Rede Brasil Atual. Para os trabalhadores do Metrô, Alckmin quer “repassar o serviço dos trabalhadores para empresas terceirizadas, reduzindo salários, benefícios e retirando direitos”.

O sindicato considera que a petição é uma ferramenta para aproximar a sociedade do debate sobre os problemas da privatização. “O apoio da população é fundamental no papel de resistência aos sérios ataques pelo qual tem sofrido o transporte público”, afirma.



Voltar para o topo