Notícias

 

Aporte de R$ 765 mi ao Itaubanco CD será dia 30

Medida, negociada pelo Sindicato, beneficiará os participantes do plano, pois haverá incremento em seus saldos no fundo de aposentadoria

Redação, Spbancarios
22/12/2016


São Paulo – Depois de longo processo de negociação entre o Sindicato e a direção do Itaú, os participantes do Plano Itaubanco CD terão aporte de cerca de R$ 765 milhões. O crédito ocorrerá em 30 de dezembro e poderá ser visualizado a partir de 17 de janeiro no portal da fundação (www.fundacaoitauunibanco.com.br). O valor constará no campo relativo ao saldo efetivado pela patrocinadora.

A informação sobre o crédito foi confirmada pela direção do banco a representantes dos trabalhadores em reunião ocorrida na terça 20.

“Essa distribuição mostra como é possível chegar a acordos favoráveis aos trabalhadores e à própria empresa por meio do debate franco e propositivo. Esse aporte irá auxiliar milhares de trabalhadores que estão nesse plano, garantindo uma aposentadoria mais digna”, afirma a secretária-geral do Sindicato e funcionária do Itaú, Ivone Maria da Silva.

“Não houvesse uma representação eleita dos funcionários no fundo de pensão, com certeza não haveria um resultado como esse. Por isso é essencial que os participantes se empenhem para ampliar ainda mais essa participação nos conselhos e direções dessas entidades", acrescenta Ivone.

O processo negocial com o banco foi concluído em junho, mas apenas em 2 de dezembro o Diário Oficial da União publicou a aprovação pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) das alterações do regulamento interno do Itaubanco CD, permitindo a distribuição.

“A negociação levou dois anos e foi muito dura, difícil, porque parte da direção do banco – que inclusive está na linha sucessória nas mudanças que ocorrerão na presidência da empresa no próximo período – é extremamente conservadora e tinha entendimento de que o montante era todo da patrocinadora”, relata André Luis Rodrigues, conselheiro deliberativo da Fundação Itaú Unibanco. “Mas, insistimos e com a boa vontade de pessoas da instituição, que entendem de previdência, conseguimos que parte dos recursos fosse direto para os funcionários e parte para constituir fundos administrativos e de contingência judicial. E isso é muito porque aumenta a rentabilidade líquida dos participantes, que não terão mais de arcar com esse tipo de custo.”

De onde vem  - O Itaubanco CD  teve um excedente de R$ 1,556 bilhões (valor atualizado em novembro deste ano) gerado por desligamentos de funcionários, rentabilidade acima da inflação e ganho de uma ação judicial referente à imunidade tributária.

Após longa negociação, entre representantes dos trabalhadores e do banco, chegou-se a um acordo para a utilização desses R$ 1,556 bilhões assim distribuídos: R$ 765 milhões nos saldos dos participantes, cerca de R$ 514 milhões para a patrocinadora (Fundação Itau Unibanco) e por volta de R$ 287 milhões para a criação de um fundo administrativo.

A dirigente sindical e conselheira deliberativa eleita da Fundação Itaú-Unibanco, Erica Godoy, destaca que a criação do fundo administrativo foi uma conquista dos participantes. “Esse mecanismo vai permitir, entre outros avanços, o aumento da rentabilidade das contas individuais, na medida em que eventuais gastos virão desses recursos e não dos ganhos de investimentos”, explica.

Leia mais

> Conquista dos trabalhadores do Itaú
> Sindicato garante distribuição de R$ 721 milhões
> Vitória dos trabalhadores do Itaú

 
 
Copyright © 2011 - Sindicato dos Bancários. Todos os direitos reservados.