Mobilização

Empregados da Caixa protestam contra resolução 23 da CGPAR

Na véspera da negociação sobre Saúde Caixa dentro da Campanha Nacional 2018, bancários fazem Dia Nacional de Luta contra medida do governo Temer que ataca os planos de saúde de empresas públicas; trabalhadores podem apoiar projeto de lei que susta efeitos da resolução 23 da CGPAR

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 25/07/2018 14:44 / Atualizado em 26/07/2018 13:14

Empregados da Caixa lotados no edifício São Joaquim protestam em defesa do Saúde Caixa e Contra a resolução 23 da CGPAR

Foto: Seeb-SP

Na véspera da negociação específica da Caixa que discutirá Saúde Caixa, dentro da Campanha Nacional Unificada, trabalhadores e movimento sindical deflagraram, nesta quarta-feira 25, Dia Nacional de Luta em Defesa dos Planos de Saúde, com atos e paralisações em locais de trabalho pelo país.


O direito à saúde dos trabalhadores de empresas públicas, incluindo bancários da Caixa, está seriamente ameaçado pela resolução 23 da CGPAR (Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União) que resultará em mudanças drásticas nos convênios médicos dos empregados das estatais, como o Saúde Caixa. 

Dirigentes sindicais conversam com empregados da SR Santo Amaro sobre a resolução 23 da CGPAR


Na quinta-feira 26 será realizada a terceira rodada de negociações quando serão debatidos, além do Saúde Caixa, a Funcef.  A primeira negociação ocorreu no dia 13 e a segunda no dia 20

Veja o que já foi publicado sobre Saúde Caixa
Assine o boletim eletrônico com notícias específicas da Caixa
Faça a sua sindicalização e fortaleça a luta em defesa dos direitos dos bancários

Em São Paulo, o Sindicato dos Bancários organizou protestos em agências e centros administrativos da Caixa e do Banco do Brasil. Os empregados da Caixa paralisaram as atividades por uma hora nas Superintendências Regionais Santo Amaro e Pinheiros, nas agências Granja Julieta (zona sul) e Pedroso de Morais (zona Oeste) e no Edifício São Joaquim (centro). Muitos foram trabalhar vestindo a cor branca, manifestando apoio ao Saúde Caixa e repúdio à resolução 23 da CGPAR.

Projeto de lei suspende a resolução 23 da CGPAR

Durante os protestosn, os trabalhadores foram orientados a opinar sobre o Projeto de Decreto Legislativo (PDC 956/2018), que revoga a medida. Para apoiar o projeto na enquete disponibilizada no site da Câmara dos Deputados, CLIQUE AQUI e selecione a opção “Concordo”. Não é necessário se identificar.


O PDC PDC 956/2018 foi protocolado pela bancária da Caixa e deputada federal Erika Kokay. A parlamentar defende que a resolução viola direitos assegurados em acordos coletivos de trabalho, estatutos e convenções que regulam as entidades de autogestão de saúde.

Protesto contra resolução 23 da CGPAR na SR Pinheiros


Resolução 23 da CGPAR ataca direito à saúde

Dentre outros pontos prejudiciais (veja no infográfico abaixo), a resolução 23 da CGPAR (Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União) exclui os aposentados dos planos de saúde, cobra mensalidade para cada membro da família e limita a cobertura somente aos filhos até 24 anos que estejam cursando 3º grau.   

Governo quer aplicação imediata da Resolução 23 da CGPAR

A resolução foi publicada no Diário Oficial da União em janeiro.  A CGPAR é um órgão vinculado ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.


 



Voltar para o topo