Lei Maria da Penha

Combate à violência contra a mulher precisa ser efetivo

Lei Maria da Penha completa 12 anos, com risco de retrocessos. Políticas públicas precisam ser ampliadas

  • Elisângela Cordeiro, Spbancarios
  • Publicado em 07/08/2018 16:00 / Atualizado em 07/08/2018 19:44

A violência doméstica é considerada crime no Brasil, graças a Lei Maria da Penha, que completa 12 anos, nesta terça-feira, 7 de agosto. Este ano, a data está sendo marcada para lembrar que é preciso ampliar as políticas públicas de enfrentamento à violência de gênero no país. A secretária-geral do Sindicato dos Bancários, Neiva Ribeiro, alerta para os riscos de retrocessos, já que o governo Temer cortou investimentos.

“O Brasil é o quinto país que mais mata mulheres no mundo e a cada 11 minutos uma mulher é estuprada no país. É preciso cobrar que os próximos governos e candidatos nas eleições tenham comprometimento com o enfrentamento à violência de gênero e com o fim do feminicídio no Brasil. A violência é um problema de todos. Nós estamos sempre na luta, vamos ser atores para que o combate à violência contra a mulher seja eficaz.” 

> Maria da Penha completa 12 anos em meio a retrocessos

Assim como este vídeo, o Sindicato dos Bancários tem muitos outros no canal do YouTube. Inscreva-se e clique no sininho para receber notificações quando um novo for publicado.



Voltar para o topo