Por Contratações!

Protesto contra falta de funcionários em agência do BB em Guaianazes

Sucateamento do banco público pela atual gestão é um desastre tanto para os bancários quanto para a população; Sindicato exige contratações!

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 02/08/2018 12:45 / Atualizado em 02/08/2018 16:00

Há menos de um mês, Sindicato havia feito um protesto por contratações na mesma zona leste, só que em Itaquera

Foto: Seeb-SP

Funcionários do BB realizaram na manhã desta quinta-feira 2, em uma agência na região de Guaianazes, zona leste de São Paulo, mais um protesto por concurso público e contratações. Além de denunciar a falta de funcionários no local e o consequente atendimento precário à população da região, dirigentes sindicais reforçaram que a culpa pelo desmonte do banco não é dos bancários, mas sim da atual gestão do BB.

>Sindicato protesta contra falta de funcionários em agência do BB em Itaquera
> Banco do Brasil propõe reduzir prazo de descomissionamento e não avança na pauta

O dirigente sindical e funcionário do BB Renato Carneiro também cobrou a presença da Gepes (Gestão de Pessoas) no local, para verificar as condições de trabalho dos funcionários, sobrecarregados, e a qualidade dos serviços prestados à população.

Bancos públicos são fundamentais para os trabalhadores
>Faça a sua sindicalização e fortaleça a luta em defesa dos direitos dos bancários

“Cadê a Gepes nestas horas? Basta de negligência! É preciso melhorar as condições de trabalho dos funcionários e, consequentemente, o atendimento à população da região e de tantos outros locais de trabalho sucateados pelo governo ilegítimo de Temer e pela atual gestão do BB”, protesta o dirigente.

“Também conscientizamos funcionários e população da necessidade de votar nestas eleições em candidatos comprometidos com as empresas públicas e com o Brasil. Há postulantes à Presidência da República que pretendem sucatear ainda mais o BB e as estatais até privatizá-los”, acrescenta.

Desde que chegou ao poder, o usurpador da República Michel Temer vem promovendo o sucateamento do Banco do Brasil, com o fechamento de agências e a eliminação de postos de trabalho. O banco público cortou 10 mil vagas, por meio de dois planos de demissão voluntária – Programa de Aposentadoria Incentivada (PAI), em 2016, e Programa Extraordinário de Aposentadoria Incentivada (PEAI), em 2017; e encerrou as atividades de 670 unidades bancárias. 



Voltar para o topo