Ilícitos Trabalhistas

Protesto contra assédio moral em agência do Santander

Prática rechaçada pelo Sindicato voltou a acontecer em unidade no Pari mesmo após conversa, há um mês, com gestora denunciada por maus tratos a subordinados

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 13/09/2018 17:31 / Atualizado em 13/09/2018 17:37

Bancários estiveram nesta quinta-feira em frente à agência do Santander, com faixas e material informativo, conversando com trabalhadores e clientes sobre assédio moral

Foto: Seeb-SP

O Sindicato realizou nesta quinta-feira 13 um protesto em frente a uma agência do Santander no bairro do Pari, zona leste de São Paulo, contra assédio moral por parte de uma gestora da unidade. Há cerca de um mês, dirigentes sindicais estiveram reunidos no local com todos os bancários da agência e repudiaram a prática de assédio moral na categoria.

> Assédio moral adoece. Denuncie ao Sindicato!

Nesse ínterim, o Sindicato monitorou a conduta da gestora perante os subordinados. Na última semana, contudo, uma nova denúncia de assédio moral foi feita ao Sindicato contra a mesma funcionária.

“Até na área administrativa há pressão. Com poucos funcionários e sobrecarga, os bancários da agência são submetidos a cobranças por prazos e para não errar”, enfatiza a dirigente sindical e bancária do Santander Ana Marta Lima.

No protesto desta quinta-feira, além de faixas em frente à agência, dirigentes sindical distribuiram material informativo e conversaram com bancários e clientes sobre assédio moral. 

“O Sindicato ressalta a importância dos bancários realizarem denúncias no site, contra o assédio moral, com total garantia de sigilo. Os bancários devem ser respeitados e valorizados, e um bom ambiente de trabalho tem relação direta com a saúde do trabalhador”, acrescenta Ana Marta.



Voltar para o topo