Reaja!

Função pública e social da Caixa pode começar a acabar amanhã

Conselho de Administração do banco se reunirá nesta quinta-feira para mudar estatuto a fim de transformá-lo em sociedade anônima, primeiro passo para priorização dos lucros em detrimento do bem-estar da população. Haverá protestos em todo país e empregados devem usar vermelho

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 06/12/2017 14:17 / Atualizado em 06/12/2017 20:48

Protesto em Defesa da Caixa 100% pública realizado pelo Sindicato em 2016

Foto: Mauricio Morais

São Paulo – Foi confirmada para amanhã (quinta-feira 7) a reunião do Conselho de Administração (CA) da Caixa. O governo Temer, através dos representantes dos ministérios do Planejamento e da Fazenda no CA, pretende mudar o estatuto da instituição pública a fim de transformá-la em sociedade anônima, o que seria o primeiro passo para a abertura de capital, permitindo que o banco sofra especulação na bolsa de valores. Já foi divulgado pelo governo e pela grande imprensa que essa alteração será colocada em pauta na reunião de amanhã. 

> Alerta vermelho! Caixa S/A não!

“O Conselho de Administração não pode mudar a natureza jurídica da Caixa, que foi instituída por uma lei. Por isso faremos protestos em todo país contra essa ameaça que está sendo aventada por cima do Congresso Nacional e sem qualquer discussão com a sociedade”, afirma o diretor executivo do Sindicato e coordenador da Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa Dionísio Reis. 

“A Caixa é do povo e não visa apenas o lucro, como os bancos privados que aumentam seus resultados por meio da cobrança de juros altíssimos. A alteração para sociedade anônima irá prejudicar o caráter social do banco, que é o que garante o pagamento de benefícios sociais como o Bolsa Família, direitos trabalhistas como FGTS ou seguro-desemprego, e crédito imobiliário mais acessível para aquisição do sonho da casa própria”, alerta Dionísio.

> A Caixa é fundamental para o desenvolvimento social. Veja por quê
> Saiba mais sobre a importância dos bancos públicos para o Brasil

Por essa razão, empregados e movimentos sociais promoverão, na mesma quinta-feira 7, a ocupação de diversas unidades da Caixa, com a distribuição de carta aberta à população destacando a importância da instituição para o país e a necessidade de que permaneça 100% pública. 

Saúde Caixa – Na mesma reunião, a Caixa implantará teto de gastos para o Saúde Caixa, como já foi comunicado em mesa de negociação.

Os empregados devem vestir vermelho na quinta-feira como forma de protesto, simbolizando a raiva contra os ataques da direção do banco, que age sob ordens do governo Temer. A fim de dar mais visibilidade aos protestos através das redes sociais, os bancários podem postar fotos dos atos usando a hashtag #ACaixaÉdoPovo. 

AnexoTamanho
PDF icon caixa_web.pdf3.31 MB


Voltar para o topo