Comunicado da Comissão Eleitoral

Deu quórum: mais de 20 mil bancários já votaram

Bancários dão show de democracia e em dois dias eleição para diretoria do Sindicato atinge o número suficiente de votantes de acordo com estatuto; trabalhadores têm até sexta para ir às urnas

  • Publicado em 26/04/2017 19:27 / Atualizado em 27/04/2017 12:41

Ainda não votou? Então vote! A eleição vai até sexta-feira

Foto: Danilo Ramos

São Paulo - Categoria de luta também é defensora dos princípios democráticos. Nos dois primeiros dias da eleição que vai definir a diretoria do Sindicato para o triênio 2017/2020 mais de 20 mil trabalhadores depositaram seus votos nas urnas. A participação expressiva atingiu o quórum mínimo determinado para a eleição de acordo com o estatuto, o que já garante o processo de apuração do resultado.

A votação, que chega hoje ao terceiro dia, transcorre na mais absoluta tranquilidade. Logo no início do pleito, na terça-feira 25, mais de 11 mil bancários já tinham exercido seu direito de voto em São Paulo, Osasco e municípios da região – base territorial do Sindicato.

“Essa participação expressiva dos trabalhadores é uma grande demonstração do envolvimento da categoria”, afirma o presidente da Comissão Eleitoral, Luiz Cláudio Marcolino. “E também uma indicação de quão acertado foi o critério de ampliação da quantidade de urnas para que todos os bancários tivessem acesso ao voto com ainda mais agilidade. Essa estratégia foi acertada entre a Comissão Eleitoral e as chapas 1 e 2, tudo em defesa da democracia.”

Os bancários têm à disposição 228 urnas para votar. A eleição segue até a sexta-feira 28, às 16h. Duas chapas concorrem ao pleito: a 1, encabeçada pela bancária do Itaú Ivone Silva; e a 2, que tem à frente a funcionária do Banco do Brasil Juliana Públio.

Vote - A Comissão Eleitoral convoca todos os bancários que ainda não votaram, para exercer seu direito nesta quinta-feira 27. Caso esteja fora do seu local de trabalho, o bancário pode apresentar documento e votar em qualquer urna, em lista separada.

> “Não é apenas um direito, é uma obrigação votar”
> “Aposentado continua sendo bancário e tem de participar”

“Todas as condições foram criadas para que os bancários manifestem sua vontade, que é soberana”, reforça Marcolino.

O que mudou – Dentre as mudanças acertadas entre a Comissão Eleitoral e as chapas 1 e 2, está o número de locais percorridos pelas urnas itinerantes que em 2014 eram entre 30 a 35. Na eleição deste ano, cada urna itinerante percorre em média 20 locais de trabalho.

Outra alteração, também aprovada por unanimidade pelas duas chapas com a Comissão Eleitoral, diz respeito ao número de votantes em cada urna itinerante: em 2014, elas coletavam em média 200 votos, este ano, a média cairá para 150 votos.



Voltar para o topo