Protesto

Bancários do Itaú fazem paralisação por mudanças no SQV

Programa implementado pelo banco apresenta falhas e falta de transparência; como consequência, trabalhadores estão sendo penalizados com advertências e até demissões

  • Danilo Motta, Redação Spbancarios
  • Publicado em 28/05/2018 13:17 / Atualizado em 28/05/2018 13:47

Unidade na região do Paraíso, em São Paulo: protesto contra SQV atrasou abertura de agências em todas as regiões da capital e em Osasco

Foto: Seeb-SP

Bancários do Itaú paralisaram suas atividades na manhã da segunda-feira 28 exigindo mudanças no SQV (Score de Qualidade de Vendas), programa implementado pelo banco e que vem causando, além de advertências, uma série de demissões.

A paralisação ocorreu até as 11h e atingiu agências de todas as regiões de São Paulo – Centro, Leste, Oeste, Norte, Sul e Paulista – e Osasco. Dirigentes do Sindicato estiveram nos locais e dialogaram com trabalhadores. Também foi distribuído o Jornal do Cliente, para que os usuários do Itaú compreendam a situação dos bancários e ajudem a pressionar o banco contra essa forma desumana de cobrança.

“Viemos denunciar a prática adotada pelo Itaú, pois além de fazer da vida do trabalhador um inferno para bater metas e aumentar a pontuação no Agir, penaliza e demite o bancário. Esse programa de controle é falho e não tem transparência”, critica o dirigente sindical Maikon Azzi, que também é bancário do Itaú. “O protesto contou com grande adesão dos trabalhadores, que parabenizaram a iniciativa do Sindicato, pois não aguentam mais tanta injustiça”, relata.

Diálogo

Além de conversar com bancários e demais trabalhadores sobre a situação, a mobilização também teve como objetivo pressionar o banco a fazer uma apresentação sobre o programa para o movimento sindical. O Sindicato também reivindica a abertura de um canal de negociação para melhorar os pontos falhos.

A área de Relações Sindicais do Itaú, por sua vez, entrou em contato com os dirigentes sindicais, disponibilizando-se para conversar sobre o caso e apresentar o funcionamento do programa na íntegra.

“Entendemos que a iniciativa foi um bom avanço, mas se os problemas persistirem com as falhas apontadas pela categoria, as manifestações serão intensificadas até solução definitiva do problema”, completa Maikon.

 

AnexoTamanho
PDF icon itaunido_sqv.pdf63.32 KB


Voltar para o topo