Todos por direitos!

Campanha Nacional 2018 é lançada em Osasco

No início da manhã, Sindicato realizou ato lúdico na Cidade de Deus, matriz do Bradesco; mais tarde, houve caminhada no Calçadão

  • Danilo Motta, redação Spbancarios
  • Publicado em 26/06/2018 15:07 / Atualizado em 26/06/2018 15:45

Categoria bancária marca um golaço contra a ganância dos banqueiros

Foto: Seeb-SP

“Todos por direitos.” Esse foi o recado que o Sindicato levou aos bancários de Osasco na manhã desta terça-feira 26, quando foi realizado o lançamento da Campanha Nacional Unificada 2018 na cidade.

Logo no início da manhã, os dirigentes dialogaram com bancários da Cidade de Deus, matriz do Bradesco, sobre os desafios desta campanha, a primeira sob vigência da nova lei trabalhista.

“A Campanha dos Bancários já começou! A gente tem muito trabalho a fazer, muita gente para conscientizar, alertar as pessoas sob o perigo da nova lei e do quanto ela pode impactar na nossa campanha. Ao mesmo tempo, é muito importante lembrar que uma categoria unida, forte e organizada tem totais condições de superar a reforma trabalhista e fazer uma campanha vitoriosa, com ganhos para os bancários e para toda a população”, afirmou a dirigente sindical bancária do Bradesco Erica de Oliveira.

> Consulta aponta: bancários estão dispostos a paralisar por direitos

Olho no lance!

Após a atividade, o grupo se encaminhou para a Estação Osasco para um ato lúdico. Mais uma vez, os times de futebol Todos Por Direitos, representando a classe trabalhadora, enfrentou o Ganância Futebol Clube, representando os banqueiros. E o placar deu vitória para os trabalhadores!

“A gente está fazendo uma atividade lúdica: o Ganância Futebol Clube contra o Todos Por Direitos. Essa luta vai ser travada, a partir de agora, até a campanha terminar. E nós contamos com os bancários para que sejamos vitoriosos e que a gente ganhe esse jogo”, disse a secretária-geral do Sindicato, Neiva Ribeiro, que deu o pontapé inicial da partida. "Já entregamos nossa pauta à Fenaban, dia 12; dia 28 tem a primeira rodada de negociação. É muito importante reforçar que queremos garantir a ultratividade do nosso acordo coletivo. Com a reforma trabalhista, que retirou uma série de direitos dos trabalhadores, esse princípio deixou de ser válido. E nós não concordamos com isso, assim como não concordamos com uma série de direitos históricos que foram excluídos da CLT, mas nós vamos lutar muito para recuperar cada um deles”, completou.

Após a partida, houve caminhada no Calçadão de Osasco, com visita a agências bancárias da região, onde os dirigentes dialogaram com trabalhadores locais. Na quinta-feira 28, mesmo dia da primeira rodada de negociação com a Fenaban, o lançamento da campanha será realizado na Avenida Paulista. 



Voltar para o topo