Justiça

Ação sindical reintegra bancária em Curitiba

Com suporte da representação do trabalhadores daquela base, funcionária do Itaú foi reintegrada por decisão judicial; Sindicato de São Paulo também oferece suporte, e sindicalizados têm vantagens

  • Redação, com informações do Seeb Curitiba
  • Publicado em 15/09/2017 17:05

Sindicalizado paga menos para usar serviços do Seeb-SP

Foto: Jason Morrison / Freeimages

São Paulo - Mais uma bancária foi reintegrada com o apoio sindical, desta vez uma funcionária do Itaú em Curitiba, com mais de 10 anos de casa e primeiro lugar de vendas. O retorno às atividades foi determinado pela Justiça, atendendo à ação impetrada pelo sindicato daquela cidade, de acordo com matéria do sindicato da capital paranaene.

Em São Paulo, Osasco e região, os trabalhadores também contam com apoio do departamento jurídico do Sindicato. Quem for sindicalizado tem a vantagem de pagar menos.

“O acolhimento que recebi no Sindicato foi muito importante, sem ele eu não teria conseguido nada. Mesmo sem ser sindicalizada, recebi atenção e consegui ter meu emprego de volta” afirma a bancária de Curitiba, que pediu pra ter seu nome preservado. Ela foi demitida após passar por problemas de saúde e na família, além de ser vítima de episódios de assédio moral.

Ela conta que o assédio teve início com uma gestora que não dava ordens claras e não explicava os procedimentos corretamente e após algum tipo de falha a xingava de incompetente na frente dos clientes. Após a reclamação de um cliente na ouvidoria do banco, a trabalhadora foi transferida de agência, mas seu sossego durou pouco tempo, pois logo a antiga gestora também foi transferida para a mesma agência.



Voltar para o topo