Categoria

Conquistas da CCT estão garantidas até o ano que vem

Convenção Coletiva de dois anos é resultado da mobilização e luta dos bancários ao lado do Sindicato, e proporcionou manutenção de direitos mesmo diante das ameaças impostas pelo desmonte trabalhista de Temer

  • Publicado em 21/09/2017 13:42 / Atualizado em 21/09/2017 18:35

Acordo assinado por dois anos traz segurança para os bancários

Foto: Freepik

São Paulo - Nossa luta de anos nos garantiu 13ª cesta-alimentação, vale-refeição de R$ 33,50 ao dia até nas férias, licença-maternidade de seis meses, paternidade de 20 dias, abono-assiduidade e muitas outras conquistas previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) dos bancários.

ATENÇÃO - A edição impressa número 6.105 da Folha Bancária, que circula nos dias 21, 22 e 25 de setembro, saiu com valores desatualizados. Confira os números corretos na versão digital da FB ou na tabela abaixo.

Nada disso veio porque os bancos deram, nada é benesse. Cada uma dessas conquistas é resultado da mobilização e união entre Sindicato e bancários, que garante à categoria uma das mais avançadas convenções coletivas de trabalho do país. E todos esses direitos estão valendo até 1º de setembro de 2018, data base da categoria.

“Foi justamente essa organização conjunta entre Sindicato e bancários que conseguiu, em 2016, o acordo de dois anos após 31 dias de greve”, ressalta a presidenta do Sindicato, Ivone Silva. “Não fosse isso, a partir de 11 de novembro, muitos dos nossos direitos estariam ameaçados diante do desmonte trabalhista promovido pelo governo Temer. Agora, temos de manter essa união para evitar mais retrocessos e defender os empregos bancários. Só a luta nos garante e juntos somos mais!” 

PLR sem IR - Conquistada pelos trabalhadores e sancionada pela então presidenta Dilma Rousseff, em 2013, a Lei 12.832 garante isenção ou pagamento menor de imposto de renda sobre a PLR. Quem recebe até R$ 6.677,55 está isento. A partir desse valor, as alíquotas variam de 7,5% a 27,5%. Para facilitar o cálculo, o Sindicato elaborou um simulador

Mas atenção: para saber quanto será retido de imposto, é preciso somar a segunda parcela da PLR de 2016 (recebida em fevereiro/março deste ano) com o que vem este mês, referente à primeira parcela da PLR 2017.

Arte: Linton Publio

 



Voltar para o topo