TRANSPARÊNCIA

Bancários aprovam por unanimidade orçamento 2018

No próximo ano, investimento será concentrado no fortalecimento da categoria, na defesa dos empregos e dos bancos públicos, por melhores condições de trabalho e na luta pela volta da democracia

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 06/12/2017 19:36 / Atualizado em 06/12/2017 21:29

Bancários deliberam pela aprovação do orçamento 2018

Foto: Seeb-SP

São Paulo – A proposta orçamentária do Sindicato para 2018 foi aprovada por unanimidade pelos bancários sindicalizados que participaram da assembleia realizada no começo da noite desta quarta-feira 6, na sede da entidade (Rua São Bento, 413). A tabela detalha valores e áreas de investimentos da entidade para o próximo ano, com o objetivo de apresentar, com lisura, o resultado de um trabalho construído em conjunto com a categoria. A data da assembleia foi previamente divulgada no site e na Folha Bancária

“Um Sindicato forte, atuante e representativo se constrói com a transparência na aplicação dos recursos e a participação dos trabalhadores em todas as etapas decisórias da entidade. Assim como o êxito das lutas e conquistas só pode ser alcançado com a independência de governos e patrões por meio da sindicalização voluntária”, afirma a presidenta do Sindicato, Ivone Silva.  

Em 2018, todo o investimento será voltado para o fortalecimento da categoria, na defesa dos empregos e dos bancos públicos, por melhores condições de trabalho e na luta pela volta da democracia.

Em 2017, as lutas da entidade se concentraram contra as reformas trabalhista e da Previdência, e em defesa dos bancos públicos. A categoria avançou na negociação com os bancos e conquistou um aditivo na cláusula 62 da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) para a criação de centros de realocação e requalificação profissional dos trabalhadores atingidos pelo avanço tecnológico.

Além do período de campanha nacional, durante todo o ano de 2017 foram realizadas diversas atividades para esclarecer os bancários sobre assuntos que fazem parte de seu dia a dia, como o combate às metas abusivas e ao assédio moral.

“Temos a convicção de que um Sindicato se fortalece com transparência, democracia, participação e unidade”, afirma Ivone. 



Voltar para o topo