Bradesco

Sindicato garante reintegração de bancário vítima de sequestro

Gerente foi demitido indevidamente pelo Bradesco antes da estabilidade de um ano após fim da concessão de benefício do INSS por acidente de trabalho

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 12/12/2017 18:19 / Atualizado em 12/12/2017 18:25

Foto: Mauricio Morais

São Paulo – Uma das principais missões do Sindicato é defender os direitos e apoiar o bancário nos momentos mais difíceis da sua vida profissional. Foi exatamente o que a entidade fez, com sucesso, no caso de um bancário demitido indevidamente pelo Bradesco antes do fim da estabilidade de um ano após a cessação do benefício por acidente de trabalho, concedido pelo INSS.

“O bancário foi sequestrado por conta da sua atuação como gerente de uma agência do Bradesco. Sofreu violência e desenvolveu sérios traumas advindos dessa situação. Iniciou tratamento psicológico, com uso de medicação, que perdura até hoje, e o INSS atestou o seu caso como acidente de trabalho, concedendo-lhe o benefício”, relata a dirigente do Sindicato e bancária do Bradesco, Fernanda Reis.

> Sindicalize-se e fortaleça a luta em defesa dos direitos dos bancários

Após o fim do benefício por acidente de trabalho, é assegurado ao trabalhador estabilidade no emprego por um ano. Entretanto, o Bradesco ignorou a legislação e demitiu o bancário em novembro, antes do final desse prazo, que se dá em 2018.

“O bancário tinha dúvidas se sua demissão tinha ocorrido legalmente ou não e procurou o Sindicato. Analisamos a sua situação e verificamos a irregularidade. A partir dessa constatação, tomamos as medidas cabíveis e tivemos sucesso em assegurar a reintegração do trabalhador. É uma felicidade, para nós dirigentes do Sindicato, quando nossa atuação protege os direitos do bancário e o apoia em momentos tão delicados. Ele está feliz com a reintegração e para nós é isso que importa. Trabalhamos todos os dias, com muita dedicação, para isso”, conclui Fernanda.



Voltar para o topo