Não deixe de votar!

Eleição de Cipa no Vila Santander vai até as 9h de sexta

Sindicato apoia três candidatos que, se eleitos, terão o dever de atuar em defesa dos bancários e na promoção de um ambiente de trabalho mais saudável

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 03/11/2017 16:49 / Atualizado em 09/11/2017 11:29

Arte: Marcio Baraldi

São Paulo – Os bancários do Vila Santander elegerão a nova Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), das 9h do dia 7 às 9h do dia 10. O Sindicato apoia três candidatos que, se eleitos, terão o compromisso de atuar em defesa dos bancários e na promoção de um ambiente de trabalho mais saudável.

São eles Bianca Doria Frassi (Acessos), Fernando Ferreira Mattos (Contestação) e Shirlei Cristiane Côrrea (Sac 2° Nível). A Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) é um importante instrumento para reivindicar melhorias das condições de trabalho e tem a missão de preservar a saúde e integridade física dos trabalhadores.

Cada funcionário pode votar em um candidato. Para votar, acesse o caminho: Intranet > Portal RH > Nossa Oferta para Você > Seu Equilíbrio > Segurança do Trabalho > Portal da CIPA.

De acordo com a Norma Regulamentadora 5 (NR 5), a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, tem como objetivo a prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a prevenção da vida e a promoção da saúde do trabalhador. 

“Nesse sentido, é fundamental que os trabalhadores e trabalhadoras votem em candidatos comprometidos em observar o cumprimento da NR 5, bem como, com a luta dos trabalhadores do Vila Santander Paulista. Lutar para transformar!”, conclama Anderson Pirota, dirigente indical e bancário do Santander.  

Os cipeiros têm estabilidade no emprego, o que lhes dá autonomia para cobrar do Santander melhorias no ambiente de trabalho. Também têm responsabilidades legais como detectar riscos, sugerir e promover programas e campanhas de prevenção à saúde.

Ambiente adoecedor – Resultado da pressão por metas a fim de obter lucros cada vez maiores e da sobrecarga de trabalho causada pela diminuição de postos de trabalho, o ambiente de trabalho nos bancos é um dos que mais geram adoecimentos nos trabalhadores.

Só em 2013, último ano com dados disponíveis, mais de 18 mil bancários pediram afastamento pelo INSS por conta de lesões por esforço repetitivo ou transtornos psiquiátricos resultantes do assédio moral gerado pela cobrança abusiva por metas.

Os trabalhadores do Vila Santander sentem essa realidade cotidianamente. Cobranças via WhatsApp; exposição pública de metas e faltas, resultando em ameaças de demissão; extrapolação da jornada de trabalho, contrariando norma regulamentadora do Ministério do Trabalho. Essas são algumas das práticas que os próprios bancários do call center denunciam e que podem afetar diretamente a saúde física e psicológica.

“Nossas candidatas e nosso candidato conhecem os problemas decorrentes do ambiente de trabalho, e estão comprometidos com o clamor dos trabalhadores, principalmente neste momento de violações dos direitos trabalhistas que terá grande impacto na saúde do trabalhador”, afirma Anderson.  

“A organização dos trabalhadores, em conjunto com uma Cipa responsável e independente, é o melhor remédio contra acidentes de trabalho e doenças ocupacionais. Nossa saúde não está a venda, o que vendemos é o nosso conhecimento e a nossa força de trabalho”, acrescenta o o dirigente.



Voltar para o topo