Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Caixa

Ato critica calendário de pagamento do FGTS que sobrecarrega trabalhador

Linha fina
Mobilização faz parte da campanha "A Caixa é Toda Sua", que defende o papel social do banco para os trabalhadores e para toda a sociedade
Imagem Destaque
Foto: Seeb/SP

Um ato em defesa da Caixa 100% Pública e pela manutenção do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) com o banco mobilizou uma agência no Tucuruvi, Zona Norte de São Paulo. A mobilização faz parte da campanha “A Caixa é toda sua”, para alertar a população sobre a importância da Caixa Econômica Federal para os trabalhadores e toda a sociedade.

A ação, organizada pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e pela APCEF-SP, também criticou o próximo calendário de liberação do FGTS, que é mais curto que os demais e que dificulta o atendimento dos clientes.

“São 10 milhões de trabalhadores com direito a receber o FGTS complementar antes do Natal, e o presidente da Caixa diz que é possível realizar este atendimento. Sabemos porém que, sem contratações e com este tempo curto, este pagamento é uma crueldade com os empregados e com a população que precisa ser atendida”, criticou o dirigente sindical André Sardão.

Além da agência Tucuruvi, dirigentes do Sindicato visitaram também as unidades Jardim França, Vila Mazzei, Parada Inglesa e Casa de Pedra para conversar com os empregados da Caixa e com a população sobre a importância de defender o banco e sua função social.