Central de Atendimento

ou whatsapp (11) 97593-7749
Coronavírus

Após reunião, Bradesco anuncia medidas contra coronavírus

Principal medida coloca gestantes, grupos de risco, estagiários e menores aprendizes em isolamento em casa, para reduzir o contágio

  • William De Lucca, Redação Spbancarios
  • Publicado em 17/03/2020 13:26 / Atualizado em 26/03/2020 16:50

Foto: Agência Brasil

Tempo Real: Acompanhe as notícias sobre o Coronavírus nos bancos

O Bradesco anunciou na manhã desta terça-feira (17), um dia depois de ouvir as demandas dos trabalhadores em uma reunião do Comando Nacional dos Bancários com a Fenaban, várias medidas para conter o avanço da pandemia do coronavírus. A principal delas é afastar imediatamente do trabalho, em departamentos e agências, os funcionários mais vulneráveis.

Já a partir das 12h desta terça, todos os trabalhadores que estão no grupo de risco da doença devem permanecer isolados em casa por 15 dias, e os bancários que tiverem celular corporativo devem levá-lo para casa. Estão no grupo de risco, bancários com mais de 60 anos, transplantados, pessoas em tratamento de câncer, e outras com doenças crônicas. O banco incluiu, a pedido do movimento sindical, mulheres grávidas no grupo de pessoas vulneráveis, e estas também devem se isolar. O Bradesco também adotará a medida para estagiários e menores aprendizes.

> Coronavírus : Sindicato cobra, e comitê de crise com bancos é criado

A orientação do banco é para que os trabalhadores portadores de doenças crônicas comuniquem imediatamente sobre o afastamento através do Ligue Viva Bem (0800 701-1212).

"De qualquer forma, o Bradesco atendeu com rapidez o pleito levado pelo Sindicato e isso certamente irá colaborar para evitar o lastramento do vírus na categoria e na cidade", destaca a dirigente sindical Erica de Oliveira, que faz parte da Comissão de Organição de Empregados (COE) do Bradesco.

 

 

"Estas são as primeiras medidas. Nós ainda estamos recebendo muitas demandas dos bancários, repassando ao banco e vendo a melhor maneira de solucioná-las. O momento exige cautela e é possível que outras medidas sejam tomadas nos próximos dias", completa.
 



Voltar para o topo