Pular para o conteúdo principal
Chapéu
Basta de assassinatos!

UNI Américas lança campanha contra violência política na Colômbia

Linha fina
Ação #MilMinutos é realizada nas redes em solidariedade às mais de mil vítimas entre lideranças sindicais, políticas e de movimentos sociais assassinadas desde a assinatura do Acordo de Paz naquele país, em 2016; Sindicato apoia a campanha, que também pede intervenção de organismos internacionais
Imagem Destaque
Montagem: Linton Publio

A UNI Américas, junto com sindicatos filiados e a ONG Tu Mueves Colombia, lançou na segunda-feira 15 a campanha #MilMinutos, em solidariedade às mais de mil vítimas - entre lideranças sindicais, políticas e de movimentos sociais - assassinadas desde a assinatura do Acordo de Paz na Colômbia, em novembro de 2016. Além de ações nas redes sociais (veja abaixo como participar), a campanha também pede intervenção de organismos internacionais, entre eles a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organização dos Estados Americanos (OEA), pelo fim da violência naquele país.

Entre novembro de 2016 e dezembro de 2020, 1.091 lideranças políticas e sociais foram mortas, 695 delas somente no governo de Ivan Dúque, presidente colombiano desde agosto de 2018.

A UNI Américas é o braço regional da UNI Global Union, sindicato mundial que representa mais de 20 milhões de trabalhadores em todo o mundo, ao qual o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região é filiado.  

“A situação é muito grave na Colômbia, e a campanha visa chamar a atenção de organismos internacionais para os assassinatos políticos em massa desde o fim de 2016. O movimento já tem o apoio de vários líderes mundiais, entre eles a ex-presidenta Dilma Rousseff e o ex-chanceler Celso Amorim. Nosso Sindicato é solidário e convida todos os bancários e bancárias a também fazer parte desta ação”, conclama Neiva Ribeiro, secretária-geral do Sindicato e vice-presidenta da UNI Américas Mulheres.

“Há uma escalada mundial do fascismo, infelizmente, que tem violentado milhares de lideranças políticas. Paralelamente a isso, no Brasil temos um presidente que, além da inércia proposital em relação ao combate à pandemia do coronavírus, também incita a população a se armar, com discursos de ódio contra minorias e inimigos imaginários”, acrescenta a dirigente.

Como participar:

Grave e poste em suas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram) um vídeo de um minuto em solidariedade às vítimas políticas da Colômbia pedindo a intervenção da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos para cessar os assassinatos naquele país.

No texto da postagem, utilize sempre a hashtag #MilMinutos e marque (com a arroba) as contas da UNI Américas e da Tu Mueves Colombia, além das contas da OEA e da CIDH.

Além disso, curta/siga as páginas, compartilhe e comente as postagens da campanha nas contas da UNI Américas e da Tu Mueves Colombia nas redes sociais.