Santander

Cabesp quer mudar o modelo de atendimento

Essa é a proposta da presidente Maria Lucia Ettore para o futuro da Caixa Beneficente, que foi revelada às entidades representativas dos banespianos

  • Publicado em 08/08/2019 16:42

Foto: Afubesp

Um novo modelo de atendimento para a Cabesp. Essa é a proposta da presidente Maria Lucia Ettore para o futuro da Caixa Beneficente, que foi revelada às entidades representativas dos banespianos em reunião realizada na quarta-feira, dia 7 de agosto.

Participaram membros do Conselho Fiscal eleito, Claudanir Reggiani, José Roberto Cardoso (efetivos), Adir P. Silva, Seiji Simono (suplentes), o Diretor eleito José Valente, Camilo Fernandes, Walter Oliveira e Wagner Cabanal, representando a Afubesp, Vera Marchioni (Conselho Fiscal) e Rita Berlofa, representando o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Cristiano pela Feeb SP/MS, além dos dirigentes da Afabesp, Eros Almeida e Getúlio Coelho, e da Abesprev, Dijalma, Jeronimo e Marcos Aurélio.

Mas o que essa medida acarreta para os associados? É isso que as entidades exigem que seja “esmiuçado” – o que consta neste novo modelo e como ele seria implantado – pela presidente da Cabesp em diversos encontros que ainda estão por vir. O próximo já tem dia marcado: 19 de agosto. Nesta data, serão apresentados números mais detalhados dessa proposta, inclusive no que diz respeito ao impacto econômico favorável à Caixa Beneficente.

O que se sabe até aqui é que este novo modelo abrangeria atendimento médico, hospitalar e ambulatorial para ser implantado na capital paulista.

Importante destacar que o debate sobre todos esses assuntos da Cabesp serão feitos calmamente e que nada será implementado enquanto durarem as conversas.

Ao final deste processo, a Cabesp se compromete a apresentar todo o projeto para os associados em um encontro nos mesmos moldes da assembleia (mas sem caráter assemblear) para ouvir os beneficiários e tirar suas dúvidas.



Voltar para o topo