Central de Atendimento

ou whatsapp (11) 97593-7749
Banco do Brasil

Diretoria da Cassi sabota Conselho de Usuários

Ao marcar reunião de um dia para o outro, sem antecedência mínima para liberação de representantes da ativa, ignorando normativos do BB, diretoria eleita da entidade prejudica a representatividade dos usuários no conselho 

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 10/09/2020 16:06 / Atualizado em 10/09/2020 20:08

Reprodução

O descaso da atual diretoria eleita da Cassi para com os conselhos de usuários da entidade ganhou novo capítulo nos últimos dias. Ignorando normativos do banco, a diretoria de Risco Populacional, Saúde e Rede de Atendimento, comandada por Luiz Satoru, convocou reunião, batizada de “Integra Conselho de Usuários”, de um dia para o outro, o que prejudica a participação dos representantes da ativa. 

De acordo com a IN 375-1 (Instrução Normativa 375-1) que trata sobre as ausências no Banco do Brasil , a “convocação do funcionário deve ser também encaminhada à administração da dependência subordinante, com antecedência mínima de 5 (cinco) dias úteis”. 

“A diretoria, ciente da IN para liberação, deveria ter enviado o pedido para a Dipes, ou para as regionais da Cassi nos estados, com a antecedência necessária. O fato de vários conselhos só terem recebido a comunicação ontem inviabiliza a utilização da IN”, explica o coordenador do Conselho de Usuários da Cassi, Adelmo Vianna Gomes.  

“Esta diretoria, sempre se posiciona alinhada com os interesses do banco, e não com os usuários da Cassi, mais uma vez dá uma mostra do seu desrespeito e arbitrariedade. Ao não respeitar o prazo mínimo para que seja viabilizada a participação dos conselheiros da ativa, a representatividade dos usuários é sabotada e os seus interesses ficam prejudicados”, ressalta a dirigente sindical Ana Beatriz Garbelini, funcionária do BB e membro do Conselho de Usuários da Cassi SP.

Ao ser questionada sobre o caso, a referida diretoria alega que encaminhou o e-mail sobre a reunião às gerências regionais da Cassi em tempo hábil e que o problema ocorreu nessa esfera. Porém, o fato é que a presença dos funcionários da ativa de diversos conselhos de usuários do país, incluindo São Paulo, foi prejudicada.

 

 

“Não podemos aceitar que os usuários sejam prejudicados pelo descaso, pela falta de conhecimento ou pelos problemas de comunicação dentro da Cassi. Cobramos respeito e valorização da representação dos trabalhadores da ativa no Conselho de Usuários, o que é fundamental para que os usuários não sejam prejudicados nos seus interesses e esperamos que tal fato não se repita.”, conclui a dirigente. 



Voltar para o topo