Central de Atendimento

ou whatsapp (11) 97593-7749
Caixa Federal

Transferência para a rede de empregados com incorporação é para reforçar as agências ou forçar adesão ao PDV?

Empregados das áreas-meio com função incorporada foram comunicados na sexta-feira 6 de que seriam transferidos para agências a até 40 quilômetros de distância a partir desta semana

  • Apcef/SP, com edição Redação Spbancarios
  • Publicado em 07/12/2020 11:15 / Atualizado em 07/12/2020 12:31

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/Fotos Públicas

O Sindicato e a Apcef/SP receberam informações de que empregados das áreas-meio com função incorporada foram comunicados na sexta-feira 6 de que seriam transferidos para agências a partir desta semana. 

Ainda de acordo com as informações recebidas, a Gipes/SP ofereceu a eles apenas agências que são distantes da atual lotação, e não raro a distância chega a 40 quilômetros.

Quando realiza este tipo de movimento, a justificativa dos ditos responsáveis pela alta administração da empresa é de que o objetivo seria “reforçar o quadro de empregados e recompor a força de trabalho das agências”. 

Ora, se o PDV ainda não foi finalizado, como aferir qual agência necessita mais de empregados que outra ao arbitrar aquelas que receberão estes empregados das áreas-meio?

Este movimento ocorre exatamente no momento que a direção da Caixa anunciou a reabertura do Programa de Desligamento Voluntário (PDV)

“Muitos empregados relataram que é inviável se deslocar para as agências indicadas e que, caso não seja oferecida outra opção, irão aderir ao PDV”, contou o diretor-presidente da Apcef/SP, Leonardo Quadros. 

“Desta forma, a Caixa perde duas vezes: a área-meio fica sem o empregado e as agências não recebem. Perde também o empregado, que tem as opções retiradas pela empresa. Será que é exatamente essa a intenção da Caixa?”, questionou.

Na sexta-feira, a Apcef/SP e o Sindicato entraram em contato com a Gipes/SP para agendar uma reunião sobre o processo de transferência dos empregados das áreas-meio, para buscar alternativas.

Caso tenha problemas com a reestruturação, entre em contato com o sindicato por meio dos canais abaixo.

Procure o Sindicato

 

 

> Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? CLIQUE AQUI e deixe seu contato que vamos te ligar.

> Central de Atendimento - você pode falar conosco via chat  ou solicitação via formulário.

> Redes Sociais - nossos canais no Facebook e Twitter estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

> Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa newsletter e receba em seu e-mail.



Voltar para o topo