Participe!

Tuitaço em defesa da Caixa 100% pública nesta quarta

Usando #DefendaACaixaVocêTambém, a mobilização nas redes sociais ocorrerá em três horários diferentes: 8h às 9h, das 17h às 18h e das 20h às 21h

  • Publicado em 17/10/2017 15:00 / Atualizado em 17/10/2017 15:28

Arte: Fabiana Tamashiro

São Paulo – O Dia Nacional de Luta em defesa da Caixa e dos participantes da Funcef ocorrerá também pelas redes sociais com um tuitaço com a hashtag #DefendaACaixaVocêTambém marcado para três momentos do dia. O primeiro das 8h às 9h, depois das 17h às 18h e, à noite, das 20h às 21h.

Assine o boletim eletrônico com notícias específicas da Caixa
> Audiência sobre bancos públicos chega à capital

“Queremos colocar nossa luta entre os assuntos mais comentados nas redes sociais, mostrando a força que temos e angariando mais apoio para essa dura batalha em prol da Caixa 100% pública. Como temos dito, essa luta tem de ser não apenas dos empregados, mas de toda a sociedade”, destaca o presidente da Fenae, Jair Ferreira.

A Fenae lançou no dia 3 de outubro, no Rio, a campanha nacional Defenda a Caixa Você Também. A iniciativa, em parceria com o Sindicato, as Apcefs, Contraf-CUT, CUT, CTB, Intersindical e Conlutas, conta com o apoio de trabalhadores e representantes de entidades de vários segmentos do país. O objetivo é mostrar como o banco é essencial em áreas como habitação, saneamento, infraestrutura, educação, esporte, cultura, agricultura, gestão do FGTS, entre outras.

Funcef  O 18 de outubro também será Dia de Luta em defesa dos participantes da Funcef. O objetivo é realizar uma grande mobilização, de modo a reivindicar o imediato pagamento do contencioso judicial e protestar contra o PLP 268/16, cobrando ainda a incorporação do REB pelo Novo Plano, o fim do voto de Minerva, a preservação da paridade no equacionamento do REG/Replan Não Saldado e a manutenção do Fundo de Revisão de Benefícios (FRB) e do Fundo de Acumulação de Benefícios (FAB).

Leia mais
> Protesto em Brasília nesta terça pela Caixa 100% pública
Sem compromisso com você, Temer quer vender seu patrimônio
"E o banqueiro decidiu cobrar a conta do golpe"



Voltar para o topo