Central de Atendimento

ou whatsapp (11) 97593-7749
Banco do Brasil

Caref: segundo turno começou. Vote em Débora Fonseca

Candidata à reeleição, Débora Fonseca foi a mais votada no primeiro turno, com uma diferença de mais de 8 mil votos do segundo candidato; ela é contra a reestruturação do BB, defende o banco público e os direitos dos funcionários

  • Redação Spbancarios
  • Publicado em 29/01/2021 11:42 / Atualizado em 29/01/2021 11:53

Começou nesta sexta-feira 29 o segundo turno da eleição do representante dos trabalhadores no Conselho de Administração do Banco do Brasil. A votação vai até o dia 4 de fevereiro. O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, a Contraf-CUT e a grande maioria dos sindicatos de bancários do país apoiam a candidata à reeleição Débora Fonseca.

Débora é a atual Conselheira de Administração Representante dos Funcionários (Caref) e fez nestes dois anos de mandato um importante trabalho na defesa do banco público e dos direitos dos funcionários do BB, conquistados em décadas de luta dos trabalhadores, fazendo contraponto às teses privatistas no Conselho de Administração e participando de inúmeras atividades em defesa do BB, procurando apoio junto a parlamentares, membros do Poder Executivo, associações e entidades de classe de trabalhadores e empresariais.

Débora foi a mais votada no primeiro turno, com uma diferença de mais de 8 mil votos do segundo colocado. Ela teve 10.907 votos contra 2.245 recebidos por Aristides Milton Café. Apesar da grande votação, a bancária não alcançou os 50% mais um de votos válidos para ganhar em primeiro turno.

Ela é contra a privatização e o enfraquecimento do BB e contra a venda de suas subsidiárias. Débora também se manifestou contrária ao plano de reestruturação do banco, anunciado recentemente pela direção do BB. Para ela, é mais uma forma de desmontar o BB enquanto banco público.

“Agradeço a todas e todos pelos 10.907 votos recebidos no primeiro turno. conto com vocês no segundo turno para que, juntos, possamos defender o BB público e a valorização dos funcionárias e funcionários. O pessoal do BB vai demonstrar mais uma vez sua capacidade de resistência”, declarou Débora após o resultado da votação.

 

 



Voltar para o topo